Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Antes do T. Rex, este dinossauro estava no topo da cadeia alimentar

O Ulughbegsaurus uzbekistanensis era duas vezes maior que os tiranossauros da sua época. Sua extinção abriu espaço para que a concorrência aumentasse de tamanho.

Por Maria Clara Rossini Atualizado em 10 set 2021, 18h17 - Publicado em 10 set 2021, 16h42

O Tiranossauro Rex nem sempre foi o rei dos dinossauros. Na verdade, durante a maior parte da existência dos dinossauros, ele nem estava lá (os primeiros dinos surgiram há 230 milhões de anos, e o T. Rex só apareceu há 70 milhões de anos). Antes dele, um dos répteis que botava medo dos outros bichos era o Ulughbegsaurus uzbekistanensis, uma espécie de ​​carcarodontossauro descrita recentemente.

Carcharodontosaurus é um gênero de dinossauro que viveu há cerca de 100 milhões de anos. O nome vem do latim e significa “lagarto com dente de tubarão”, justamente pelos dentes afiados característicos desses animais. Ele andava nas duas patas traseiras e tinha braços curtinhos. Os tiranossauros já existiam nessa época, mas eram bem menores quando comparados aos carcarodontossauros ou mesmo ao T. Rex, que surgiu depois.

Agora, pesquisadores da Universidade de Tsukuba, no Japão, descreveram uma nova espécie de carcarodontossauro com base em um fragmento de mandíbula encontrado no deserto Kyzyl Kum, no Uzbequistão. O fóssil foi escavado na década de 1980, mas permaneceu guardado em um museu do país até 2019, quando pesquisadores redescobriram o item.

Imagens do maxilar esquerdo do Ulughbegsaurus e uma reconstrução de seu crânio
Tanaka et al 2021/Reprodução

A nova espécie foi batizada de Ulughbegsaurus uzbekistanensis e é o primeiro carcarodontossauro descoberto na Ásia Central – mais precisamente, no Uzbequistão, como você pode ter percebido pelo nome. Analisando o fóssil, os pesquisadores estimam que o U. uzbekistanensis media oito metros de comprimento e pesava uma tonelada.  

Outro predador que viveu nessa região durante o mesmo período, foi o Tyrannosaurus timurlengia. Esse media quatro metros e pesava 170 kg. Ou seja: o U. uzbekistanensis botava o tiranossauro pra correr. Outros dinossauros como saurópodes (aqueles de pescoço grande), dromeossaurídeos (que parecem um avestruz) e ceratopsídeos (como o triceratops) também viviam no mesmo ambiente.

Ilustração de um Ulughbegsaurus com um tiranossauro Timurlengia.
Ilustração do Ulughbegsaurus ao lado do tiranossauro Timurlengia Julius Csotonyi/Reprodução

Os carcarodontossauros tinham tudo para estamparem livros infantis sobre dinossauros. No entanto, eles desaparecem dos registros fósseis a partir de 90 a 80 milhões de anos atrás. Não se sabe o que causou a extinção do gênero, mas o fato é que ela abriu um nicho ecológico para que os tiranossauros aumentassem de tamanho. O T. Rex que veio depois media 12 m de comprimento e pesava até oito toneladas.

Sem competição com os carcarodontossauros, os tiranossauros ocuparam o posto de principais predadores até a chegada do asteroide que extinguiu de vez os dinossauros, há aproximadamente 65 milhões de anos. O U. uzbekistanensis marca o registro mais recente de um carcarodontossauro convivendo com um tiranossauro. 

Continua após a publicidade
Publicidade