GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Austrália vai infectar carpas invasoras com herpes

… E o vice primeiro ministro virou meme por causa disso

Carpas podem parecer inofensivas em aquários aqui no Brasil, mas na Austrália elas são um problema sério: lançam lama na superfície dos rios onde vivem, competem com outros peixes por comida, desequilibram o meio ambiente e geram um prejuízo de 500 milhões de dólares australianos (cerca de R$ 1,3 bilhão) por ano para o país. Desde 1970, o governo tem lutado para encontrar uma solução para o problema, mas só agora encontrou uma arma ecologicamente viável: matar a praga com o vírus da herpes.

A ideia é contaminar a maior bacia hidrográfica do país, a Murray-Darling, que tem 3400 km de extensão – de acordo com projeções do ministério da Ciência, a doença deve matar 95% dos peixes invasores em até 30 anos. Mas pode ficar tranquilo: esse tipo de herpes – chamado cyprinid herpesvirus-3 -, só ataca as carpas, e não faz mal nem aos seres humanos nem a outros animais. Pelo menos é o que diz a Commonwealth Scientific and Industrial Research Organisation, uma espécie de Anvisa australiana, que nos últimos dez anos tem realizado testes em galinhas, ratos, sapos, tartarugas e outros peixes para verificar se há algum perigo, e deu o sinal verde para o ataque. 

LEIA: Austrália cria robô marinho assassino – com uma missão nobre

A herpes que o governo pretende usar como arma contra a superpopulação foi especialmente desenvolvida para as carpas. Ela ataca os rins, as guelras e as escamas dos peixes e faz com que elas parem rapidamente de respirar. Parece cruel, mas a morte é rápida e indolor: depois de infectadas, as carpas passam uma semana sem sintomas, carregando e espalhando o vírus entre os outros peixes da espécie, e morrem de repente, nas últimas 24 horas. 

Toda essa estratégia, porém, não vai ser nada barata. O custo estimado é de 15 milhões de dólares australianos (R$ 40 milhões), que serão direcionados principalmente para a remoção e o descarte dos peixes mortos. Este, aliás, é o maior problema de usar uma doença como arma – em poucas semanas, milhares de carcaças de carpas se amontoarão nas margens da bacia hidrográfica, e o governo ainda não decidiu o que fazer. Algumas ideias são enterrar os peixes mortos, usá-los para fabricar ração para cachorro ou transformá-los em adubo, mas todas essas soluções ainda precisam ser votadas pelo parlamento. Por isso, o projeto só deve ser implantado em 2018. 

LEIA: 12 animais esquisitos ameaçados de extinção

“Carpas, carpas, carpas!”
O plano de ataque contra as carpas invasoras é interessante, mas quem roubou a cena mesmo foi o vice primeiro ministro, Barnaby Joyce – o mesmo que queria sacrificar os cachorros de Johnny Depp, que entraram com o ator naAustrália sem autorização do governo. Ao explicar o plano no parlamento, Joyce acabou caindo na gargalhada e fazendo piadas sobre como o governo estava prestes a infectar peixes com uma doença venérea. Quase chorando de rir, ele repete a palavra “carpas” umas quinhentas vezes, e discursa: “Este plano é extremamente importante, porque nós estamos sendo atacados por essas criaturas nojentas e sugadoras de lama, por essas criaturas sugadoras de lama das profundezas, por essas criaturas nojentas e sugadoras de lama!”. E aí, como a internet é a terra da zoeira, a fala de Joyce virou meme e já ganhou versões em rap e em looping de 10 horas.

Assista ao cara pirando nas carpas:

LEIA TAMBÉM:
– Austrália cria imposto sobre o CO2
Espécies invasoras
– 10 pragas animais que saíram do controle