GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Bom médico. Melhor escritor

Na medicina, ele se destacou na área de saúde pública.

Denis Russo Burgierman / Hamilton dos Santos

A Face Oculta – Inusitadas e Reveladoras Histórias da Medicina (Artes e Ofícios), de Moacyr Scliar, é um desses raros livros que, além de instruir e divertir, iluminam o leitor. Essa tripla virtude resulta de outra rara combinação: além de escritor competente, Scliar é médico.

Na medicina, ele se destacou na área de saúde pública. Na literatura, fez carreira em vários gêneros, do romance à crônica. Nos 80 textos reunidos neste livro, Scliar, sem abrir mão da sua posição de médico, questiona a ostensiva medicalização da vida moderna de um modo tão amigável que, ao final da obra, o leitor se vê iluminado pela idéia de que doença não é só biologia, é cultura também.

Sob essa perspectiva, os textos vão desvendando os bastidores da prática médica. Trazem para o nível de conversa de bar um universo fascinante, cheio de mitologias e medos. Medos, aliás, que quase sempre caem por terra quando vistos sem a lente embaçada do jargão. Nem sempre politicamente correto, o humor de Scliar perpassa todas as crônicas, não importa o quão sério seja o tema em questão.

É difícil apontar os melhores momentos dessa brochura de utilidade pública – não porque não haja nenhum, mas porque há muitos –, mas vale destacar os textos “Tapando o nariz” (brevíssima história da flatulência), “Voltando à vida” (um verídico acidente de carro narrado do ponto de vista do acidentado-médico-escritor), “Literatura e medicina: doze obras inesquecíveis” (aperitivo para um outro livro do autor, A Paixão Transformada: História da Medicina na Literatura, de 1996) e “Cirurgia radical” (comentários esclarecedores sobre o castigo da castração).

drusso@abril.com.br