Clique e assine a partir de 5,90/mês

Como fazer carreira em paleontologia?

Por isso, o aspirante a paleontólogo deve buscar um curso de graduação em uma das duas disciplinas, para depois seguir a pós-graduação .

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 18h53 - Publicado em 31 Maio 2002, 22h00

Ludmila Amaral

Como essa ciência se dedica a escavar e a estudar os fósseis – restos ou vestígios de seres vivos com mais de 10 000 anos de idade –, ela faz uma ponte entre a biologia e a geologia. Por isso, o aspirante a paleontólogo deve buscar um curso de graduação em uma das duas disciplinas, para depois seguir a pós-graduação em paleontologia. A partir daí, ele provavelmente terá de escolher uma área de especialização. “As principais são micropaleontologia (que estuda microfósseis, as formas de vida mais primitivas, como algas e bactérias), paleozoologia de invertebrados (corais e ouriços, por exemplo), paleozoologia de vertebrados (peixes, mamíferos, anfíbios, répteis e aves) e paleobotânica (fósseis vegetais)”, afirma o paleontólogo Reinaldo Bertini, da Universidade Estadual de São Paulo (Unesp). O futuro mais provável do paleontólogo é a atividade acadêmica, trabalhando com pesquisa, dando aulas ou cuidando de museus e exposições.

Para saber mais

Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Instituto de Geociências (51) 3316-6391

Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Departamento de Geologia (21) 2562-9481 / 2562-9461 / 2562-9465

Universidade de São Paulo (USP), Instituto de Geociências (11) 3091-4138

Continua após a publicidade
Publicidade