Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Corpos sob vigilância

No paganismo dos gregos e romanos, predominavam o culto do corpo e a liberdade sexual. Mas o cristianismo medieval impôs a castidade, a abstinência e a busca doentia da virgindade. Foi a Igreja quem instaurou na Idade Média um mundo de celibatários reprimidos de suas pulsões e desejos carnais.

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h45 - Publicado em 31 Maio 2006, 22h00

Bruno Vieira Feijó

Uma história do corpo na Idade Média

Jacques Le Goff e Nicolas Truong Civilização Brasileira. R$ 32 210 páginas

No paganismo dos gregos e romanos, predominavam o culto do corpo e a liberdade sexual. Mas o cristianismo medieval impôs a castidade, a abstinência e a busca doentia da virgindade. Foi a Igreja quem instaurou na Idade Média um mundo de celibatários reprimidos de suas pulsões e desejos carnais. E foi a mulher que pagou o tributo mais pesado por isso. Por muitos anos.

Frase: “O manual do bispo dizia que se deitar com o marido antes do parto ou no dia do Senhor levaria a fazer penitência por 10 dias a pão e água.”

Para quem: quer conhecer o tempo em que o corpo era considerado o veneno da alma.

Continua após a publicidade
Publicidade