GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

É possível controlar os sonhos

Dá para escolher a história, os ambientes, até as pessoas que vão aparecer. Basta que você tenha aquilo que os cientistas convencionaram chamar de sonho lúcido

No filme A Origem, um dos grandes sucessos de bilheteria em 2010, Leonardo DiCaprio combina drogas e aparatos tecnológicos para invadir e manipular o sonho dos outros. Uma parte dessa história é pura invenção: a das drogas. Mas a outra, sobre possibilidade de controlar sonhos, é bem real – e encontra cada vez mais respaldo em trabalhos científicos.

Sim, dizem os especialistas: é possível tomar a rédea de um sonho e determinar seu enredo, seus cenários, até as pessoas que nele aparecerão. Basta que você tenha o que se convencionou chamar de sonho lúcido. Esse conceito não é novo, foi criado pelo holandês Frederik van Eeden há quase 100 anos. “Nos sonhos lúcidos, a reintegração das funções psíquicas é tão completa que o sonhador se recorda do dia a dia e de sua própria condição”, escreveu o psiquiatra em 1913, no livro intitulado Um Estudo dos Sonhos. “Ele alcança um estado de absoluta consciência e é perfeitamente capaz de direcionar sua atenção ou tentar diferentes atos de livre escolha”.

O trabalho de van Eeden influenciou muitos pesquisadores. Um deles foi o psicólogo Stephen LaBerge, da Universidade Stanford, nos EUA. Em 1978, disposto a provar a existência dos sonhos lúcidos, LaBerge combinou com 15 voluntários um sinal com os olhos, caso eles conseguissem adquirir consciência enquanto estivessem sonhando. Funcionou. E o psicólogo americano acabou criando um método para induzir sonhos lúcidos (leia mais no quadro abaixo).

Uma das pesquisas mais recentes, divulgada no último mês de maio, sugere que jogar videogame pode ser um bom treinamento. O estudo foi conduzido por Jayne Gackenbach, da Universidade Grant MacEwan, no Canadá, e demorou 10 anos para ficar pronto. De acordo com a pesquisadora, tanto os nossos sonhos quanto os mundos digitais criados pelos jogos eletrônicos são realidades alternativas. “Quem joga videogame está habituado a controlar ambientes virtuais”, ela firma uma habilidade que, segundo Jayne, pode ser útil no mundo dos sonhos.

 

 

Para ter sonhos lúcidos
Dicas de Stephen LaBerge, criador de um método para o controle dos sonhos

Antes de ir para a cama, pense com convicção e repetidamente: “Terei um sonho lúcido esta noite”. Isso ajuda seu cérebro a se preparar para a lucidez durante o sonho.

Escolha um “símbolo onírico”, que seu cérebro possa reconhecer durante um sonho normal. E internalize a ideia de que, na presença desse símbolo, você tomará consciência de que está sonhando. Exemplo: toda vez que um objeto vermelho aparecer, seu cérebro o reconhecerá e avisará que aquilo é um sonho.

Quando a lucidez se manifestar, não tente alterar o cenário ou mudar os personagens do sonho imediatamente. Apenas relaxe. Você saberá que está na cama, porque vai se lembrar de ter ido dormir. Mas não se sentirá deitado. As visões, os sons e as sensações experimentadas no sonho, que até então era um sonho comum, permanecerão inalterados. Mas, agora, você saberá que tudo não passa de alucinação.

Lentamente, comece a controlar o sonho. Decida, por exemplo, trocar a cor das paredes. Se sentir que está despertando e não quiser acordar, tente girar seu corpo no sonho. Isso ajuda a manter as cenas oníricas.

Fonte: Stephen LaBerge – The Lucidity Institute.