GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Já é possível enviar cheiros pela internet

Só não é muito confortável.

O Instituto Imageneering (é, imaginação + engenharia, em inglês) criou o primeiro gadget para enviar cheiros via internet. O protótipo foi criado em Myanmar e, por enquanto, é bastante desconfortável: um tubo de 7 cm, com uma microcâmera e pequenos eletrodos, é enfiado por uma das narinas, até atingir um grupo de neurônios presentes nas fossas nasais.

les transmitem ao cérebro a percepção de cheiro – geralmente porque são estimulados por moléculas aromáticas presentes na comida ou nos perfumes. O que o gadget faz é substituir os odores reais por pequenos choques elétricos, que enganam o cérebro. Dependendo da região atingida, o “odor” produzido é diferente. A tecnologia ainda não tem 100% de precisão – mas, no futuro, pode dar um novo sentido à palavra “multimídia”.