GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Lua grande é coisa de cabeça

Fim do mistério. Dois cientistas americanos finalmente descobriram por que a Lua parece gigantesca quando está no horizonte e pequena no alto do céu. Na verdade, o satélite da Terra sempre aparece com o mesmíssimo tamanho. “Ela só parece mudar de tamanho por erro de computação do cérebro”, explicou à SUPER o psicólogo Lloyd Kaufman, da Universidade de Nova York. Segundo ele, a Lua parece mais distante quando há prédios, morros ou árvores entre ela e o olho do observador. Aí vem a confusão, pois o cérebro “sabe” que o que está longe fica menor. Assim, tenta compensar a percepção de distância fazendo o astro parecer maior. Ou seja, os neurônios erram ao avaliar que a Lua está mais afastada no horizonte e em seguida criam a ilusão de que ela é maior do que é. No alto não há nenhum referencial, portanto ela parece menor. “Se você olhar a lua no horizonte fazendo um tubo com a mão, ela diminui de tamanho”, afirmou Kaufman. Para demonstrar a teoria, Lloyd e seu filho James, pesquisador da IBM na Califórnia, projetaram imagens do satélite no céu e compararam as respostas dadas por diversos cidadãos. “Um astrônomo árabe fez uma análise parecida com a nossa no século XII”, afirmou Kaufman. “Agora provamos que ele estava certo.” Uma demonstração visual da experiência está no site http://www.research.ibm.com/news/detail/newmonn.html