GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Olha, olha, olha a água marciana

Ok, tem água no planeta vizinho. Mas de onde ela surgiu?

A primeira pista

A água aparece na primavera marciana nas encostas de montanhas e crateras e passa a escorrer ladeira abaixo. Seu surgimento produz faixas escuras no solo, com 5 metros de largura e até 200 metros de comprimento, que podem ser vistas em imagens de satélite.

Mudaram as estações

No outono, a água desaparece e os traços também vão ficando mais suaves, até sumirem por completo no inverno. Durante alguns anos, desde a descoberta do fenômeno em 2011, todo o processo era tão misterioso que nem havia certeza de que se tratava de água.

O sal da terra

A confirmação veio agora, com a presença de sais hidratados – os percloratos – nas faixas escuras, mas não no terreno ao redor. Como os sais atraem água, é prova de que ela fluiu ali dias atrás.

É gelo que derreteu…

Mas de onde vem a água? Os cientistas não sabem. A primeira hipótese é de que gelo, sob o solo, derretesse com o aquecimento durante o verão – em que as temperaturas passam de 0ºC.

…Ou vapor que condensou?

Mas os fluxos começam no alto das montanhas. Nesse caso, o mais provável é que o vapor d’água da atmosfera é que esteja condensando em torno dos sais, que o ajudam a assumir o estado líquido.

Leia mais:
(ainda) Estamos sozinhos lá fora

Nasa divulga a melhor foto já tirada de Plutão