Clique e Assine por apenas 8,90/mês

Pássaras precisam ser promíscuas

Ao contrário dos mamíferos, elas precisam de muito esperma para desenvolver um embrião saudável

Por Ana Luísa Fernandes - Atualizado em 19 fev 2018, 17h59 - Publicado em 5 jan 2016, 15h30

Se um só espermatozoide entrar no óvulo de uma ave, a fertilização pode até ocorrer, mas o embrião provavelmente vai morrer.

Nicola Hemmings, líder da pesquisa em questão, diz: “Ainda não sabemos qual a função do esperma extra. Mas pode ser que o embrião das aves requeira mais cálcio do que mamíferos e o cálcio é ativado pelo esperma”.

A poliespermia é tão importante para a reprodução dos pássaros que a ave fêmea consegue reter os espermatozoides dentro do corpo por meses, até que a quantidade seja suficiente.

Essa não é a única estratégia utilizada: “É arriscado assumir que uma só copulação seja suficiente. Ter mais de um parceiro pode ser uma boa estratégia para evitar o risco de infertilidade”, diz Nicola.

Continua após a publicidade

Fonte: Polyspermy in birds: sperm numbers and embryo survival, N. Hemmings

Publicidade