Clique e assine a partir de 8,90/mês

Peixe-serra se reproduz sem sexo

Por Fábio Marton - Atualizado em 31 out 2016, 19h07 - Publicado em 3 jun 2015, 20h40

Duas semanas após os cientistas terem finalmente explicado por que os machos existem, uma espécie parece não estar convencida. Um estudo genético com o peixe-serra de dentes pequenos (Pristis pectinata), num estuário da Flórida, revelou que 3% deles não tem pai. Eles nasceram por partenogênese, um processo pelo qual uma fêmea gera outra sem precisar de um macho.

O fenômeno já havia sido observado em cerca de 70 espécies de vertebrados, inclusive um bem famoso, o dragão de Komodo. Mas essa é a primeira vez que os cientistas notam isso ocorrendo em escala considerável na natureza.

Os dentes podem ser pequenos, mas o peixe-serra é um gigante com até 7,6 metros de comprimento, que usa sua serra como forma de ataque e defesa. A espécie está ameaçada de extinção por degradação ambiental e pesca acidental, quando vão parar nas redes destinadas a outros peixes. Os cientistas acreditam que a falta de machos, causada pela baixa população, pode explicar porque a espécie esteja recorrendo ao método menos divertido de reprodução. Infelizmente, se a degradação ambiental continuar, isso não deve ser suficiente para salvá-los.

Referência:
Facultative parthenogenesis in a critically endangered wild vertebrate, Current Biology, http://www.cell.com/current-biology/abstract/S0960-9822(15)00431-5

Publicidade