Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Pesando 300 kg, maior peixe de água doce é capturado no Camboja

O gigante bate o recorde anterior por apenas sete quilos. A raia da espécie Urogymnus polylepis foi catalogada antes de ser solta novamente. Veja o vídeo.

Por Maria Clara Rossini Atualizado em 22 jun 2022, 14h58 - Publicado em 22 jun 2022, 14h57

Quatro metros de comprimento da cabeça até o final da cauda. 300 quilos de peso. Essas são as dimensões do maior peixe de água doce já registrado no mundo. A raia da espécie ​​Urogymnus polylepis foi capturada na noite de 13 de junho por pescadores locais no rio Mekong, que atravessa o Camboja de norte a sul. 

Pesquisadores da Universidade de Nevada mediram e catalogaram o animal antes de soltá-lo no rio novamente. Veja o vídeo:

Os pesquisadores fazem parte de uma colaboração internacional chamada ​​Wonders of the Mekong, que estuda a vida aquática do rio. O intuito da expedição é colocar pequenos dispositivos em 200 peixes para acompanhar seu trajeto ao longo do Mekong.

Os cientistas foram surpreendidos quando, na noite do dia 13 de junho, receberam a informação de que pescadores locais haviam capturado uma raia enorme. A equipe foi até o local no dia seguinte e colocou o dispositivo de monitoramento no peixe antes de soltá-lo.

Continua após a publicidade

O Mekong é o terceiro rio mais longo da Ásia, passando pela China, Myanmar, Tailândia, Laos, Camboja e Vietnã. O maior peixe de água doce registrado até então também havia sido capturado no rio Mekong, no trecho que passa pela Tailândia, em 2005. Tratava-se de um peixe-gato-gigante (Pangasianodon gigas) de 293 quilos.

É provável que existam gigantes ainda maiores circulando pelos rios da Ásia. Acontece que eles geralmente vivem em locais remotos, em águas escuras e de difícil acesso, o que dificulta a investigação dos pesquisadores.

Além disso, não existe um registro “oficial” dos maiores peixes de água doce do mundo. Muitos deles foram estudados e catalogados pelo projeto Megafishes Project, liderado pelo biólogo Zeb Hogan. Ele esteve envolvido na descoberta tanto da raia quanto do peixe-gato-gigante.

Ambas as espécies estão ameaçadas de extinção. Estudos mostram que a  população global de megafauna de água doce caiu duas vezes mais em comparação aos animais terrestres e marinhos. O peixe-espátula chinês (que poderia concorrer ao pódio de maior peixe de água doce do mundo) foi extinto em 2003. Os pesquisadores envolvidos no projeto Wonders of Mekong se esforçam para que o mesmo não aconteça com o novo recordista.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Transforme sua curiosidade em conhecimento. Assine a Super e continue lendo

Impressa + Digital

Plano completo da Super. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Receba mensalmente a SUPER impressa mais acesso imediato às edições digitais no App SUPER, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

App SUPER para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)