Clique e assine a partir de 8,90/mês

Por que a nitroglicerina explode? Quem descobriu seu uso?

As moléculas que formam a nitroglicerina são muito instáveis e quebram facilmente. O químico sueco Alfred Nobel descobriu a forma de controlar a explosão.

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 18h50 - Publicado em 31 out 1994, 22h00

 

As moléculas que formam a nitroglicerina são muito instáveis, ou seja, quebram facilmente. Isso acontece porque os grupos de moléculas formadas pelo nitrogênio (um dos principais elementos que compõem a nitroglicerina) repelem-se uns aos outros, devido às suas cargas elétricas. “A repulsão provoca a quebra das moléculas, liberando grande quantidade de energia, que é a explosão”, explica o químico Atílio Vanin, da Universidade de São Paulo. O químico sueco Alfred Nobel (1833-1896), que instituiu o Prêmio Nobel, descobriu uma forma de controlar a explosão. Ele misturou nitroglicerina com a chamada terra diatomácea, que são restos de esqueletos e algas transformados em pó, criando a dinamite.

Publicidade