GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Profecia que se cumpre por si

Astrofísico lidera campanha para levantar fundos para dotar hospital universitário de ambulatório para estudantes deficientes.

O fato de o astrofísico inglês Stephen Hawking padecer de esclerose lateral amiotrófica, terrível doença degenerativa que entre outras coisas o impede de falar e o mantém preso a uma cadeira de rodas, não afetou sua criatividade como cientista e, sem dúvida, atraiu inumeráveis leitores leigos a Uma breve história do tempo, transformando em best seller esta sua mais recente incursão pelas rarefeitas teorias sobre a origem e a natureza do Universo. Mas ninguém melhor do que ele sabe das dificuldades que enfrentou, pela falta de instalações adequadas para deficientes físicos na Universidade de Cambridge, na Inglaterra, onde pesquisa. Por isso, tronou-se o principal batalhador de uma campanha destinada a levantar fundos para transformar um hospital universitário fechado em alojamento dotado de ambulatório para os estudantes deficientes físicos. Recentemente, no ato de lançamento da campanha, Hawking, contou que teve de esperar anos até que se construísse uma rampa para cadeira de rodas no departamento em que trabalha. A explicação oficial à não existência dessas instalações era sempre a mesma – falta de demanda. “È um caso típico de profecia que se cumpre por si mesma”, ironizou Hawking, através do sintetizador de voz que lhe permite comunicar-se. “Se eles não providenciarem instalações para deficientes”, raciocinou com lógica impecável, “não haverá deficientes para quem providenciar essas instalações.”