Clique e Assine a partir de R$ 6,90/mês

Rato recém-nascido “enxerga” antes de abrir os olhos

Retina emite sinais elétricos, durante três dias, para preparar o cérebro do animal.

Por Bruno Garattoni Atualizado em 3 nov 2021, 16h31 - Publicado em 14 out 2021, 06h46

Os ratos nascem de olhos fechados,  e só os abrem 12 dias depois. Mas, mesmo antes disso, suas retinas enviam impulsos elétricos para o cérebro – simulando o que o animal vai enxergar quando estiver de olhos abertos.

Foi o que descobriram pesquisadores da Universidade Yale, que analisaram a atividade neuronal de cobaias recém-nascidas (1). Para fazer isso, eles criaram ratos geneticamente modificados, cujos neurônios emitem luz na presença de sinais elétricos (essa técnica se chama optogenética, e foi desenvolvida ao longo da última década por várias equipes de cientistas).

Assim que os bichinhos nasciam, eram anestesiados e recebiam uma incisão muito pequena na cabeça – que permitia observar os neurônios, e a luz que eles emitiam, com um microscópio. O interessante acontece entre o oitavo e o décimo primeiro dia de vida, quando os sinais emitidos pelas retinas se tornam bem definidos: seguem o mesmo padrão que animais adultos geram quando estão correndo de olhos abertos.

Fonte 1. Retinal waves prime visual motion detection by simulating future optic flow. M Crair e outros, 2021.

Continua após a publicidade

Publicidade