GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Saliva acusa gravidez: Filhotes, só sem o marido

 

A violência doméstica perdeu mais um round. Dessa vez entre os rinocerontes pretos africanos. Uma equipe do Centro para Reprodução de Espécies Ameaçadas, San Diego, nos Estados Unidos, descobriu que a análise de hormônios na saliva das fêmeas pode detectar se estão grávidas pouco depois da fecundadas e com isso ajudar na reprodução da espécie. Embora procriem com facilidade, os técnicos tinham dificuldade para manter a gravidez dos animais devido aos maus-tratos que os machos dispensam às parceiras.
Como a análise da urina, antes o único meio para saber se as fêmeas estavam prenhes, só indicava a presença dos feto na metade do tempo de gestação, a demora em isolar as grávidas resultava em abortos frequentes. Como o exame da saliva, os pesquisadores apostam que logo terão novas gerações da espécie, que entrou na lista de animais ameaçados nos anos 70, depois que sua população reduziu-se de 65.000 para 2.000. Os rinocerontes-pretos são cobiçados por causa dos chifres, que possuem uma suposta propriedade afrodisíaca.