Assine SUPER por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Sua preferência musical pode estar ligada com seus valores morais

Segundo o estudo, as informações nas letras das músicas, bem como os aspectos de sua melodia, podem ser um indicativo de comportamento dos indivíduos.

Por Caio César Pereira
Atualizado em 11 dez 2023, 17h51 - Publicado em 4 dez 2023, 16h56

Você talvez já tenha julgado alguém pelo seu gosto musical ou dito que as escolhas musicais da pessoa explicam sua moralidade duvidosa. Agora, um estudo recente mostrou que uma coisa pode ter a ver com a outra. Bom, pelo menos em parte. 

Publicada na revista científica PLOS ONE, a pesquisa, conduzida por pesquisadores da Universidade Queen Mary de Londres e da ISI Foundation em Turim, Itália, descobriu que as preferências musicais das pessoas podem ter algum tipo de influência ou até mesmo um indicativo de sua bússola moral

Para chegar a essa conclusão, os pesquisadores utilizaram algumas técnicas de aprendizagem de máquina. Eles analisaram as letras das músicas, bem como as características de áudio, e perceberam que a combinação dos dois gerou informações bastante interessantes sobre o comportamento dos indivíduos estudados.

As partes da altura musical e o timbre das músicas, se mostraram como indicadores para valores como cuidado e justiça. Já as partes de sentimentos e emoções contidas nas letras das músicas,  apareceram como preditores de lealdade, pureza e autoridade.

Os pesquisadores analisaram dados de 1.480 participantes, que passaram por um questionário psicométrico – um tipo de teste utilizado em avaliações psicológicas de comportamento e da personalidade do indivíduo. Aqui, ele foi utilizado para avaliar os valores morais de cada pessoa.

Depois, eles pegaram informações sobre os artistas preferidos de cada um através de curtidas em páginas do Facebook, e escolheram as 5 principais músicas de cada artista. Todas essas informações foram retiradas utilizando um aplicativo de pesquisa hospedado no próprio Facebook chamado Like Youth, que fornece diferentes tipos de dados para análises.

Utilizando algoritmos de aprendizagem de máquina, e outras técnicas de processamento, os pesquisadores analisaram de forma separada a parte da melodia e a da letra.

Continua após a publicidade

 

 

Para a parte da letra, foi utilizado o VADER (Valence Aware Dictionary and sEntiment Reasoner), uma ferramenta de análise lexical das palavras, de forma a obter informações sobre os sentimentos e emoções que cada música pode ter. 

Para a valência moral, eles utilizaram uma outra ferramenta, chamada Moral Strength. Esses dados foram refinados utilizando outras ferramentas de análises, que geraram um resultado mais preciso das letras das músicas.

Já na parte da melodia, os pesquisadores utilizaram uma ferramenta fornecida pelo Spotfy chamada API Spotify, com informações sobre timbre e volume de cada música.

Continua após a publicidade

Para Vjosa Preniqi, pesquisadora no Centro de Treinamento de Doutorado em Engenharia de Mídia Centrada em Audiência com Dados Informativos da Queen Mary e autora principal do estudo, a pesquisa pode abrir podemos abrir novos caminhos para intervenções e tratamentos baseadas em música que promovam o desenvolvimento moral positivo.

“Nossas descobertas revelam que a música não é apenas uma fonte de entretenimento ou prazer estético; é também um meio poderoso que reflete e molda nossas sensibilidades morais. Nossa pesquisa descobriu uma conexão importante entre música e moralidade, abrindo caminho para uma compreensão mais profunda das dimensões psicológicas de nossas experiências musicais”, comentou em nota ao site da Universidade de Queen Mary.

Mas antes que você já comece a julgar seu amigo pelo gosto musical duvidoso, ou se vanglorie por não gostar de determinado gênero musical, vá com calma. A pesquisa não atribui nenhum juízo de valor sobre um gênero ser melhor que outro, além de que para questões de execução das ferramentas utilizadas, foram analisadas somente músicas em inglês.

Compartilhe essa matéria via:

O som e o sentido - Uma outra história das músicas

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A ciência está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por SUPER.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.