Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Técnica permite ligar e desligar genes humanos

Novo método reproduz o fenômeno da epigenética, que é bem conhecido da ciência, e já foi testado com sucesso em células humanas

Por Bruno Garattoni 17 jun 2021, 09h20

Certos fatores, como má alimentação, exposição a poluição, infecções ou estresse crônico, podem ativar ou desativar genes humanos. Esse fenômeno se chama epigenética, e é bem conhecido da ciência. A novidade é que, agora, existe um procedimento para induzi-lo controladamente: o CRISPRoff, que foi desenvolvido por cientistas da Universidade da Califórnia (1) . O nome faz referência à técnica CRISPR (“repetições palindrômicas curtas interespaçadas regularmente e agrupadas”), que revolucionou a genética nos últimos anos.

A diferença é que o CRISPRoff é reversível: em vez de cortar o código genético, como a técnica tradicional, ele “marca” o ponto desejado do DNA com uma molécula chamada radical metil. A molécula bloqueia aquele pedaço do DNA, desativando-o. Para reverter o processo, e religar o gene, basta usar outra nova técnica, a CRISPRon – que remove o metil. Os dois procedimentos foram testados com sucesso em células humanas, que preservaram as alterações mesmo após centenas de gerações.

Fonte (1) Genome-wide programmable transcriptional memory by CRISPR-based epigenome editing. J Nunez e outros, 2021.

Publicidade