GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Tema quente para a Hipótese Gaia

Cientistas americanos fornecem argumento poderoso a favor da Hipótese Gaia.

A Hipótese Gaia – a teoria segundo a qual a vida interage com o ar, a água, o calor e os minerais para fazer da terra o que ela é – nunca pode ser realmente comprovada (SUPERINTERESSANTE número 8, ano 2). Por isso mesmo, tem sido objeto de muita polêmica desde sua formulação inicial há duas décadas pelo cientista inglês James Lovelock. Mas dois cientistas americanos acabam de fornecer o que talvez seja um poderoso argumento a favor da Gaia. Trabalhando com modelos matemáticos, eles mostraram que, se não tivesse surgido a vida no planeta, haveria tão pouca erosão na crosta terrestre que se romperia o ciclo do carbono-silicato, o qual a pelo menos a 500 mil anos ajuda a manter o equilíbrio climático. Resultado: a terra seria de 15 a 30 graus mais quente – uma temperatura aceitável apenas pelos microorganismos mais primitivos. Portanto, a vida deve ter tido um papel fundamental para o esfriamento e a mudança de aparência da terra, o que, por sua vez, estimulou a multiplicação de formas de vida.