GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Um eclipse do outro mundo

A sombra de Io em Júpiter é quase do tamanho da Terra

Não é só na Terra que acontecem os eclipses solares. Em outros planetas, como Saturno e Júpiter – que têm mais de um satélite – o Sol se esconde atrás de uma lua até mais freqüentemente do que por aqui. Um dos mais conhecidos eclipses desse tipo é o provocado por Io, a mais próxima das quatro luas galileanas de Júpiter. Io tem, mais ou menos, o mesmo tamanho que a nossa Lua.

Mas a sombra que ela projeta sobre o planeta gigante é muito maior: são 8 000 quilômetros de diâmetro, quase o diâmetro da Terra. Compare com a dimensão da sombra da Lua aqui, que não ultrapassa os 200 quilômetros. O motivo dessa diferença é que o Sol está cinco vezes mais afastado de Júpiter do que da Terra. Assim, a sombra projeta-se por uma distância maior e cresce. É o mesmo que acontece com a sombra de uma pessoa: quanto mais afastada estiver a fonte de luz – uma lanterna, por exemplo – maior será a sombra na parede.

Do mesmo modo que a Lua na Terra, o formato da sombra de Io é circular quando projetada no centro de Júpiter.

Mas, perto das bordas iluminadas do planeta, ela incide obliquamente e aparece alongada, em forma de elipse. Este efeito também é conhecido aqui na Terra: quanto mais perto do horizonte o Sol estiver, mais comprida é a sombra dos prédios, das montanhas e das pessoas no chão.