Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Ursos polares estão gastando 4 vezes mais energia para caçar

Eles nadam por três dias, em média, atrás de seu alimento preferido: focas. Mas, com o aquecimento global, elas estão rareando - o que obriga os ursos a ir atrás de outros animais

Por SUPER Atualizado em 13 abr 2021, 11h25 - Publicado em 10 mar 2021, 19h21

Desde 1994, a Antártida perdeu 4 trilhões de toneladas de gelo, e isso obriga ursos polares a percorrer distâncias cada vez maiores para caçar.

Um estudo da Universidade da Califórnia estimou que o gasto atual de energia desses animais é até quatro vezes maior que o mínimo esperado para a espécie – chegando a 860 kcal por quilômetro percorrido.

É comum que ursos polares nadem por três dias, em média, atrás de seu alimento preferido: focas. Tudo porque tentar compensar uma eventual ausência do menu com outros tipos mais abundantes de comida não é uma tarefa tão simples do ponto de vista energético.

Segundo o estudo, para igualar a energia fornecida por uma foca-anelada adulta, um urso polar precisaria consumir 1,5 caribu, 37 trutas do Ártico, 74 gansos da neve – ou 216 ovos dessa ave. Haja disposição.

Continua após a publicidade
Publicidade