GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Você limpa a esponja da cozinha? Isso só piora a situação

Estudo revela que a concentração das bactérias mais mal-cheirosas da esponja na verdade aumenta quando você seca a amarelinha pegajosa no microondas

É dia de limpeza. Você acordou com sangue nos olhos – louco para acabar com infestação de bactérias da sua esponja, aquela massa amarela molenga que te espera na pia da cozinha todos os dias após o jantar.

Para resolver o problema, avós do mundo todo têm um só conselho: colocar a dita cuja no microondas para matar todos os micróbios, e de quebra melhorar um pouco a textura pegajosa. Péssima ideia.

Em um artigo publicado na semana passada, a equipe do microbiólogo alemão Markus Egert revelou que cozinhar a esponja no forno só elimina as bactérias inofensivas do objeto. As perigosas de verdade aproveitam o calor e o espaço de sobra e formam, nas palavras dos cientistas, “colônias massivas”.

A pesquisa de embrulhar o estômago começou com a análise do DNA e RNA escondido em 14 esponjas de lavar louça típicas. Cada centímetro cúbico continha em média 54 bilhões de bactérias de 362 espécies diferentes. Tudo graças ao ambiente, que é úmido, quente e cheio de nutrientes.

“Essa é a mesma densidade que nós encontramos em amostras de fezes humanas”, afirmou Egert ao New York Times. “Provavelmente não há outro lugar na Terra com densidades tão altas.”

Veja também

As notícias ruins não param por aí. A equipe da Universidade de Furtwangen também constatou que as concentrações de bactérias Chryseobacterium hominis e Moraxella osloensis – responsável pelo característico cheiro de roupa suja e algumas infecções no ser humano – eram mais altas em esponjas que passavam por higienização regular.

Ou seja: se não dá para evitar a quantidade, é melhor evitar a qualidade. Da mesma forma que tomar antibióticos de maneira irregular aumenta a resistência dos microorganismos causadores de doenças, colocar a esponja no microondas ou encharcá-la de vinagre só facilita a seleção natural – dando espaço para que as bactérias que vieram mais fortes de fábrica se reproduzam aos montes depois da aniquilação de suas colegas mais fracas.

A melhor solução é mesmo jogar a bichinha fora e abrir uma nova. Sem dó nem piedade.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Mas fica a dúvida: existe algum meio eficaz de limpar as esponjas?

    Curtir

  2. Ricardo Soares

    E se ela tomar um banho de alcool? kkkkkk. Também prefiro trocar

    Curtir