Assine SUPER por R$2,00/semana
Imagem Blog

Alexandre Versignassi

Por Alexandre Versignassi
Blog do diretor de redação da SUPER e autor do livro "Crash - Uma Breve História da Economia", finalista do Prêmio Jabuti.
Continua após publicidade

Vai viajar? Saiba como não perder dinheiro na hora do câmbio

A dica normal é comprar qualquer moeda estrangeira aqui no Brasil mesmo. Só que ela está errada.

Por Alexandre Versignassi Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 22 dez 2016, 17h13 - Publicado em 22 dez 2016, 16h21

Tem uma dúvida financeira comum em época de férias, mas que muita gente responde errado. A seguinte: “Vou viajar para a pqp. Compro dólar ou a moeda do país direto?”

A resposta comum é “Compra a moeda do país direto, se não você vai acabar pagando comissão pra casa de câmbio duas vezes – uma aqui na hora de comprar dólar, outra lá fora, quando for trocar pela moeda do país”.

Mas não.

As casas de câmbio cobram ágio de uns 7% sobre o dólar comercial. Com euro, mesma coisa. Mas no caso de moedas de baixa demanda o ágio chega a 30%.

Continua após a publicidade

Se você vi para um país que não usa dólar nem euro, então, você tem que ver primeiro o ágio que tão cobrando sobre o valor comercial da moeda (o valor comercial é o que aparece na sua tela quando você faz a conversão pelo Google). Se estiverem cobrando coisa de 30% a mais que isso na casa de câmbio, é obvio que vale mais a pena comprar dólar a 7% aqui e depois pagar outro ágio no país de destino pra obter a moeda deles. Aí, mesmo que você acabe indo numa casa de câmbio mau caráter lá fora, dificilmente vai pagar mais de 10% de ágio. Somando tudo não vai dar 20%. Nem a pau. Bom, para calcular o ágio, você liga pra casa de cambio e pergunta quanto tá a moeda que você quer comprar. Depois você pega no Google o valor oficial de conversão da sua moeda, e aí calcula qual é o acréscimo percentual entre o oficial e o da casa de câmbio. Pra economizar tempo, é só usar sites tipo o percentage increase calculator.

Então é isso. Trocar a grana duas vezes, pagando duas comissões, pode sair mais barato do que pagar uma comissão só.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.