Assine SUPER por R$2,00/semana
Imagem Blog

Bruno Garattoni Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Bruno Garattoni
Vencedor de 15 prêmios de Jornalismo. Editor da Super.
Continua após publicidade

Apple mostra novo iPhone 14, com conexão via satélite

Por Bruno Garattoni Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 7 set 2022, 16h42 - Publicado em 7 set 2022, 16h28

Ela é ativada em locais sem sinal de celular, e permite enviar mensagens de emergência; veja novidades de evento da empresa, que também apresentou iPhone 14 Pro com “entalhe” menor, novos AirPods Pro e o Apple Watch Ultra, com até 60h de bateria

Acabou de terminar a apresentação da Apple nos EUA. O evento começou com o Apple Watch Series 8, que ganhou um sensor térmico – ele mede a temperatura corporal durante exercícios e também torna mais preciso o monitoramento do ciclo menstrual (que foi adicionado ao watchOS em 2019, e indica quando a mulher pode estar ovulando).

Apple Watch Series 8
Watch Series 8, com sensor de temperatura. (Apple/Divulgação)

Fora o sensor, a principal novidade é o Low Power Mode, que desabilita algumas funções do relógio (como a tela sempre ligada e o monitoramento de exercícios) e faz a bateria durar 36 horas. Ele também estará disponível para os modelos mais antigos, do Series 4 em diante. Já o novo Series 8 vai custar US$ 399 – ou US$ 499 na versão Cellular, com acesso direto à rede. 

Apple Watch Ultra
Apple Watch Ultra, com caixa de titânio. (Apple/Divulgação)

A empresa também mostrou o Apple Watch Ultra, com novo design e um avanço bem relevante: 36 horas de bateria. É o dobro dos modelos atuais – e, no modo de baixo consumo, pode chegar a 60h, segundo a Apple. Ele é feito de titânio, e maior que os antecessores: mede 49 milímetros de diagonal, e é relativamente alto. Um relógio bem grande – que parte das pessoas vai achar grande demais. US$ 799. 

AirPods Pro
AirPods Pro de segunda geração. (Apple/Divulgação)

Em seguida, veio a segunda geração dos AirPods Pro: eles têm um novo sistema de cancelamento de ruído, que promete reduzir 2x mais os barulhos do ambiente, e 30 horas de bateria (6h a cada recarga dos fones, na caixinha). Vão custar US$ 249. 

iPhone 14 e 14 Plus
iPhone 14 e 14 Plus, com o novo processador A15 Bionic. (Apple/Divulgação)

O iPhone 14 e o iPhone 14 Plus têm tela OLED (6,1 e 6,7 polegadas, respectivamente), câmera mais sensível à luz e o novo processador A15 Bionic, de seis núcleos. Lembra quando a Apple lançava os modelos “S”, com pequenas atualizações, nos anos entre as novas gerações do iPhone? Parecia que o iPhone 14 ia ser isso, sem grandes novidades. 

Mas ele tem uma: conexão com satélites. O recurso se chama Emergency SOS, e serve para enviar mensagens quando você está num local sem sinal de celular (dá para pedir ajuda se o seu carro quebrou, por exemplo). Não é para ficar batendo papo.  

Sistema de satélite do iPhone 14.
Sistema Emergency SOS, que envia mensagens por satélite. (Apple/Divulgação)

Segundo a Apple, o iPhone consegue se conectar a um satélite e enviar a mensagem em menos de 15 segundos. O serviço estará disponível apenas nos EUA e no Canadá, e será gratuito nos primeiros dois anos. O iPhone 14 vai custar US$ 799; o 14 Plus, US$ 899.

Continua após a publicidade

O evento terminou com o iPhone 14 Pro, no qual a Apple finalmente fez algo bastante esperado: diminuiu em 30% o tamanho do entalhe (notch): o recorte na parte de cima da tela que abriga a câmera frontal, um miniprojetor infravermelho e o sensor de profundidade TrueDepth, usados no reconhecimento facial. 

iPhone 14 Pro
iPhone 14 Pro, com entalhe frontal redesenhado. (Apple/Divulgação)

O novo entalhe é integrado às notificações do iOS, que parecem “saltar” dele – um truque visual que ajuda a integrar o recorte e torná-lo menos incômodo. Alguns celulares Android, como o Xiaomi Mi Mix 4 e o Galaxy Z Fold, da Samsung, já deram o próximo passo: neles, a câmera frontal é invisível, pois fica sob a tela. Mas é só a câmera; ela não tem um sensor de profundidade. 

Falando em câmeras, o iPhone 14 Pro evoluiu nesse aspecto, e agora permite fotografar com até 48 megapixels de resolução (quatro vezes a resolução do 13 Pro), no formato Apple ProRAW. Ele também tem o sistema Emergency SOS, de mensagens por satélite, e vai custar US$ 999 – ou US$ 1099 na versão Pro Max, com tela maior.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A ciência está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por SUPER.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.