Assine SUPER por R$2,00/semana
Imagem Blog

Bruno Garattoni

Por Bruno Garattoni
Vencedor de 15 prêmios de Jornalismo. Editor da Super.
Continua após publicidade

Brasil tem o primeiro caso de cólera em 18 anos; saiba como ela é transmitida

Doença mata até 143 mil pessoas por ano no mundo, segundo dados da OMS; caso brasileiro é isolado, e não representa risco à saúde pública

Por Bruno Garattoni Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
22 abr 2024, 16h00

O Ministério da Saúde anunciou, nesta sexta-feira (19), a detecção do primeiro caso de cólera no país desde 2005. O paciente é um homem de 60 anos, morador de Salvador, na Bahia, sem histórico de viagens para países onde essa doença circula. Portanto, trata-se de um caso autóctone, ou seja, que se originou no Brasil. 

Isso não ocorria desde 2005, quando o estado de Pernambuco registrou os últimos cinco casos de cólera autóctone no país. Segundo o Ministério da Saúde, o paciente infectado não representa risco sanitário – pois ele já superou a fase em que a doença é transmissível, que dura aproximadamente 20 dias. 

Segundo a Organização Mundial da Saúde, 31 países registraram casos ou tiveram surtos de cólera em 2024. A África é o continente mais afetado, com 18 nações alcançadas pela doença. Nas Américas, além do Brasil, a cólera está presente no Haiti e na República Dominicana. 

A cólera é causada por uma bactéria chamada Vibrio cholerae, que circula na água. Ela é contraída por meio da ingestão de água ou alimentos contaminados – especialmente frutos do mar, como crustáceos, moluscos e peixes. Também pode ser transmitida diretamente de pessoa para pessoa. 

Após contrair a bactéria, há um período de incubação, que dura em média 2 a 3 dias. Aí surgem os sintomas, que são diarreia, vômitos e desidratação intensa. Dependendo do caso, a doença pode matar, sobretudo se não for tratada. De acordo com a OMS, a doença atinge 1,3 a 4 milhões de pessoas por ano no mundo, causando 21 mil a 143 mil mortes. 

Estima-se que a cólera tenha matado milhões de pessoas ao longo da história. Ela foi especialmente prevalente no século 19, quando causou surtos na Europa e na Rússia. No começo do século 20, houve uma grande epidemia na Índia, que pode ter causado oito milhões de mortes.  

Existem vacinas contra a cólera, mas elas só são indicadas para regiões que estejam sob surto da doença (o que não é o caso do Brasil). A prevenção consiste em melhorar o saneamento básico, com sistemas de tratamento de água que eliminem a bactéria, e na boa higiene dos alimentos e das mãos.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.