Assine SUPER por R$2,00/semana
Imagem Blog

Bruno Garattoni

Por Bruno Garattoni
Vencedor de 15 prêmios de Jornalismo. Editor da Super.
Continua após publicidade

PlayStation 5 ganha controle para pessoas portadoras de deficiência

Access irá custar R$ 599 e é compatível com todos os jogos do console, mas precisa ser configurado manualmente antes do uso; veja como funciona 

Por Bruno Garattoni Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 11 dez 2023, 17h48 - Publicado em 4 dez 2023, 13h58

Access irá custar R$ 599 é compatível com todos os games do console, mas precisa ser configurado antes do uso; veja como funciona 

Segundo a OMS, 16% da população mundial possui algum tipo de deficiência (no Brasil, de acordo com dados do IBGE, 8,9%). É um público grande, que a indústria de games descobriu há certo tempo: em 2018, a Microsoft criou o Xbox Adaptive Controller, com layout simplificado e botões grandes, projetados para pessoas portadoras de deficiência. Agora, é a vez da Sony – que está lançando seu Access Controller para o PlayStation 5. 

O Access segue uma filosofia um pouco diferente do rival: tem bem mais botões, nove ao todo, e um direcional do tipo stick (o controle da Microsoft possui apenas dois botões, e um direcional em forma de cruz). Na prática, o Xbox Adaptive Controller é dependente da conexão de acessórios externos: ele funciona mais como um hub, que centraliza tudo. 

O controle da Sony também aceita expansões (tem quatro entradas, do padrão 3,5 mm, para conectar botões, pedais e alavancas externas), mas não necessariamente precisa delas: sua configuração default é bem mais capaz. O projeto, que começou em 2018, mobilizou cerca de 100 engenheiros no Japão e nos EUA – e incluiu estudos com pessoas portadoras de deficiência.

-
(Sony/Divulgação)

“Nós encontramos jogadores usando o DualSense [o controle normal do PS5], com grande esforço. Eles o colocavam na boca e jogavam coisas como Elden Ring, games extremamente difíceis”, conta o engenheiro Alvin Daniel, diretor do projeto.   

O Access não foi projetado tendo em vista uma deficiência motora específica. “No começo, nós pensamos em jogadores com paralisia cerebral, por exemplo, que é uma condição relativamente comum. Mas logo percebemos que não era uma boa maneira de pensar no problema”, diz Daniel.  

Continua após a publicidade

Isso porque, dentro de cada tipo de deficiência, há grandes diferenças individuais. Nos estudos com portadores de paralisia cerebral, conta Daniel, havia jogadores que possuíam boa destreza nos dedos e conseguiam usar o DualSense tradicional, desde que pudessem apoiá-lo em alguma superfície. Já outros não conseguiam fechar as mãos, e essa estratégia não funcionava – mesmo apoiando o controle, eles não alcançavam os botões. 

-
(Sony/Divulgação)

Por isso, o Access aposta em três estratégias mais gerais: ele é plano, não precisa ser segurado; seus botões são maiores e mais espaçados; e o layout é customizável, com os botões podendo ser destacados e trocados de posição (dentro do círculo em que estão dispostos). A alavanca direcional também pode ser trocada. O produto vem com botões em vários formatos, e três tipos de alavanca.

A flexibilidade levou a situações surpreendentes durante os testes. “Alguns jogadores colocaram o controle no chão, e começaram a usar os pés”, diz Daniel. Também é possível usar dois Access ao mesmo tempo, e distribuir os comandos entre eles [veja exemplo no vídeo abaixo].   

Antes de usar o Access, é preciso remapear os botões e as funções do controle DualSense normal para as teclas correspondentes. Esse ajuste é feito no menu de configurações do PlayStation 5 – ou seja, os desenvolvedores de games não precisam implementar o suporte ao controle, que em tese é compatível com todos os games do PS5.

Continua após a publicidade

“Em tese” porque, na prática, isso pode variar: para jogar shooters, por exemplo, é preciso ter dois Access (com apenas um, não dá certo, já que não haverá uma segunda alavanca disponível).

O remapeamento dos botões é manual, e demanda algum tempo e empenho – inclusive porque tende a exigir ajustes de um game para outro (já que os comandos de cada jogo são diferentes). É possível criar até 30 perfis customizados, que ficam armazenados na memória do PS5.

O Access Controller será lançado nesta quarta-feira, dia 6, por R$ 599,90. 

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.