Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Contando Ninguém Acredita Por Blog As notícias mais bizarras e surreais do mundo

Cientistas criam pílula ingerível que monitora formação de peidos

Por Lucas Massao Atualizado em 4 jul 2018, 20h34 - Publicado em 17 jan 2018, 13h53

Se você sempre teve a curiosidade de saber como os gases se formam em seu corpo, um grupo de cientistas australianos criou uma solução para esse crucial problema. A equipe conseguiu construir uma cápsula eletrônica ingerível capaz de monitorar os níveis de gases no sistema digestivo humano.

O toque de modernidade é dado por um pequeno transmissor e um aplicativo para celulares. A pílula consegue informar as condições dos puns em tempo real, enquanto eles passam do estômago para o cólon. A expectativa é de que o equipamento consiga detalhar o funcionamento do intestino e dos microrganismos contidos nele. As informações coletadas podem, por exemplo, explicar os papéis de diferentes micróbios na digestão e quais comidas podem causar problemas de gases.

Até então, obter dados do tipo era difícil, pois os métodos usados eram invasivos ou geravam resultados imprecisos. O protótipo, que foi testado em porcos antes da fase experimental com humanos, tem o tamanho parecido com uma cápsula de vitaminas e possui sensores de temperatura, gás carbônico, hidrogênio e oxigênio, uma bateria e um sistema de transmissão.

As informações preliminares apontam que a pílula demora cerca de 20 horas para percorrer o caminho da ingestão até a evacuação. No período, o dispositivo apontou altos níveis de CO² e H² nas primeiras horas de seu trajeto e baixos níveis de oxigênio na segunda metade da viagem, indicando que tipos diferentes de bactérias podem atuar em fases distintas da digestão. Agora, os cientistas estão buscando uma empresa para financiar o desenvolvimento comercial da pílula. Mecenas peidorreiros da ciência, a hora é essa de abrir a carteira!

Com ArsTechnica

Continua após a publicidade

Publicidade