Clique e Assine SUPER por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Contando Ninguém Acredita

Por Blog Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
As notícias mais bizarras e surreais do mundo
Continua após publicidade

Crianças perseveram mais durante tarefas quando estão vestidas como o Batman

Por Lucas Massao
Atualizado em 4 jul 2018, 20h34 - Publicado em 20 dez 2017, 17h00

Ao realizarmos uma atividade entediante, é comum que nossa mente busque por outras formas de diversão, como ver vídeos de gatos no YouTube ou memes na sua página favorita no Facebook. A mesma coisa acontece com crianças pequenas — mas um estudo feito por seis pesquisadores de diferentes universidades americanas mostrou que o Batman, super-herói defensor de Gotham, pode ajudar os pequenos a continuarem motivados.

O experimento foi executado no seguinte formato: 180 crianças de quatro a seis anos receberam uma tarefa chata que deveria ser cumprida num computador por dez minutos. Se elas ficassem de saco cheio, poderiam jogar um game instalado num iPad, localizado no outro lado da sala.

Do número total de participantes, um terço serviu de controle e foram instruídos a refletirem sobre seus pensamentos e sentimentos durante a tarefa, e a se perguntarem “eu estou trabalhando duro?”. O segundo grupo teve de pensar como se estivessem na terceira pessoa — por exemplo, se o nome do participante era Lucas, ele deveria pensar “o Lucas está trabalhando duro?”.

Na terceira condição, as crianças pensaram em personagens conhecidos por serem dedicados, como Batman, Bob, o construtor e Rapunzel, e usaram fantasias dos personagens escolhidos. Como era esperado, as crianças passaram, em média, 37% do tempo na tarefa e 63% jogando no iPad. Mas aqueles que fingiram ser super-heróis “trabalharam” mais do que quem pensou em si na terceira pessoa. E tanto o segundo grupo quanto o terceiro tiveram melhores resultados do que quem executou a tarefa pensando em si mesmo.

Continua após a publicidade

Ou seja, quanto mais as crianças se distanciaram da distração, melhor foi o foco. “Crianças que foram pedidas para refletirem na tarefa como se elas fossem outras pessoas eram menos propensas a pensar na gratificação imediata e tenderam mais para trabalhar no objetivo a longo prazo”, escreveram os autores. Outra explicação para a melhora no rendimento pode ser que, quando fantasiados, os pequenos se identificaram com os traços poderosos dos heróis e quiseram replicá-los.

Com WEForum

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.