Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Oráculo Por aquele cara de Delfos Ser supremo detentor de toda a sabedoria. Envie sua pergunta pelo inbox do Instagram ou para o e-mail maria.costa@abril.com.br.

O hélio do planeta está mesmo acabando?

Está. Mas não está. O que é um problema, porque a utilidade do hélio vai muito além de encher balões. Entenda.

Por Bruno Vaiano Atualizado em 8 ago 2019, 14h27 - Publicado em 15 Maio 2019, 14h54

Calma: ele não vai acabar, pois é reposto. “O hélio sai naturalmente do subsolo graças ao decaimento radioativo do urânio e do tório”, explica Phil Kornbluth, dono da consultoria KHC, especializada na mineração do elemento. “Em alguns lugares, ele se incorpora aos depósitos de gás natural.”

O problema é que é difícil tirar o dito-cujo do chão: há apenas 14 usinas de extração de gás natural no mundo que geram hélio como subproduto, e os estoques de todas estão se esgotando. Até 2020, porém, novas instalações na Rússia e no Qatar vão entrar em operação – o que deve sanar o problema.

Não parece, mas isso é um alívio: o hélio não serve só para encher balões ou deixar sua voz fina. Ele é usado nos equipamentos de laboratório da indústria química e farmacêutica, nos tanques de oxigênio de mergulhadores e até nas máquinas de ressonância magnética hospitalares. 

Continua após a publicidade

Publicidade
Ciência
O hélio do planeta está mesmo acabando?
Está. Mas não está. O que é um problema, porque a utilidade do hélio vai muito além de encher balões. Entenda.

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Transforme sua curiosidade em conhecimento. Assine a Super e continue lendo

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

App SUPER para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da Super. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Receba mensalmente a SUPER impressa mais acesso imediato às edições digitais no App SUPER, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

Publicidade