Assine SUPER por R$2,00/semana
Imagem Blog

Oráculo

Por aquele cara de Delfos
Ser supremo detentor de toda a sabedoria. Envie sua pergunta pelo inbox do Instagram ou para o e-mail maria.costa@abril.com.br.
Continua após publicidade

Por que existe a letra “h” se ela não tem som?

Conheça a (h)istória da letra mais discreta do alfabeto.

Por Bruno Vaiano Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 23 abr 2024, 10h11 - Publicado em 23 abr 2024, 10h00

Porque ela tinha som em latim. Várias línguas que descendem do idioma falado em Roma, como o português, mantiveram essa letra em suas palavras como um vestígio etimológico, ainda que seus falantes tenham parado de pronunciá-la na prática.

O som do “h” latino era muito parecido com o da letra “r” em palavras como “rato”, “rico” ou “roda”, mas os falantes expeliam um bocado de ar ao pronunciá-lo, um detalhe fonético chamado pelos linguistas de “aspiração” que caiu em desuso ainda nos tempos de Roma. 

(Ou melhor: é parecido em alguns sotaques lusófonos. No português de Portugal, é claro, esse “r” de “rato” tem outro som, em que a língua vibra no céu da boca. E alguns falantes de português brasileiro fazem um som gutural, aquele que dá uma raspadinha no fundo da garganta – ou soltam aquele rrrrrrato vibrante, com jeitão italiano.)

Por fim, é bom lembrar que o “h” se reinventou para realizar outro serviço: o de formar os dígrafos “ch”, “nh” e “lh”. 

O destino do “h” também foi um razoável ostracismo em outras línguas românicas, derivadas do latim. Em italiano, por exemplo, sua principal utilidade é diferenciar a grafia de duas palavras cuja pronúncia é idêntica. Por exemplo: existe anno (que significa “ano”) e hanno (que é o verbo havere, “haver”, conjugado na terceira pessoa do plural).

Ele também quebra um galho diferenciando sílabas como “chi” e “ghi” (que são pronunciadas “qui” e “gui”) das sílabas “ci” e “gi” (cujo som é, respectivamente, “tchi” e “dji”).

Muitas palavras que retêm o “h” em português, como “harmonia” ou “hospital”, perderam a letra oficialmente na ortografia italiana: armoniaospedale.

Em inglês, aconteceu o contrário: diversas palavras de origem latina que no século 19 eram pronunciadas com o “h” mudo voltaram a ter o “h” pronunciado no século 20. Esse fenômeno ocorre em diferentes sotaques anglófonos.

Continua após a publicidade

Fontes: The Association for Latin Teaching (ARLT); programa de rádio “A letra ‘H’ serve para quê?”, de Pasquale Cipro Neto.

Pergunta de @jackson_klay, via Instagram.

Errata: ao dizer que o som do “h” latino era idêntico ao do “r” no começo de palavras em português, ignoramos a aspiração. O erro foi corrigido no texto acima.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.