Assine SUPER por R$2,00/semana
Imagem Blog

Oráculo

Por aquele cara de Delfos
Ser supremo detentor de toda a sabedoria. Envie sua pergunta pelo inbox do Instagram ou para o e-mail maria.costa@abril.com.br.
Continua após publicidade

Por que Fernando de Noronha é de Pernambuco se fica mais próximo do Rio Grande do Norte?

O arquipélago fica a 379 quilômetros de Natal; para Recife, a distância sobe para 678 quilômetros.

Por Luisa Costa
Atualizado em 1 fev 2022, 11h52 - Publicado em 20 jan 2022, 16h06

Porque o território do Rio Grande do Norte era parte de Pernambuco em 1700, época em que Portugal deu a posse do arquipélago ao estado (na época, capitania).

Américo Vespúcio encontrou as ilhas paradisíacas em 1503 numa expedição financiada pelo empresário judeu português Fernão de Loronha – com “L”, mesmo –, um explorador de pau-brasil que tomou posse das ilhas no modelo de capitania hereditária.

Só que Loronha virou dono apenas no papel: nunca usufruiu do local. Franceses, holandeses, ingleses etc. invadiram as ilhas abandonadas  diversas vezes até 1700, quando Pernambuco – rico e influente graças à cana-de-açúcar – cobrou de Portugal a necessidade de fortificar o arquipélago. Portugal falou “toma que o filho é teu”.

Fernando de Noronha abrigou uma prisão no século 19, e na Segunda Guerra passou para as mãos do governo federal. Voltou para Pernambuco após a Ditadura, em 1988, apesar de o Rio Grande do Norte já existir.

Continua após a publicidade

Pergunta de @caiosantanard, via Instagram

Fontes: IBGE e “Fernando de Noronha: uma ilha-presídio nos trópicos (1833-1894)”, de Gláucia Tomaz de Aquino Pessoa.

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.