Assine SUPER por R$2,00/semana
Imagem Blog

Oráculo

Por aquele cara de Delfos
Ser supremo detentor de toda a sabedoria. Envie sua pergunta pelo inbox do Instagram ou para o e-mail maria.costa@abril.com.br.
Continua após publicidade

Por que os fotógrafos falam “X”?

Sorria, você está sendo fotografado.

Por SUPER
20 mar 2020, 17h46

Porque ele te faz sorrir. O nosso “X” é uma versão abrasileirada da palavra “cheese”, que os falantes da língua inglesa dizem na hora da foto.

Tanto o cheese quanto o X te forçam a levantar ligeiramente os cantos da boca e mostrar os dentes – basicamente, o princípio de um sorriso. O chiado é responsável por cerrar os dentes, enquanto o som do “i” abre os lábios.

A expressão inglesa significa, literalmente, queijo, mas ela não tem nenhuma relação com o alimento lácteo. A primeira vez que o “say cheese” (“diga xis”) deu as caras foi em 1943. Um jornal local do Texas, chamado The Big Spring Herald, publicou uma matéria intitulada “Precisa abrir um sorriso? Aqui está como: Diga cheese.”

O autor da matéria sugere “uma fórmula infalível para sempre sorrir quando vai tirar uma foto”. O tal método milagroso você já sabe qual é. O embaixador americano Joseph Davies contou ao jornalista que dizer “cheese” forma um sorriso automático mesmo se você estiver pensando em outro assunto. “Eu aprendi isso de um político, mas não posso dizer quem é”.

A verdade é que poderia ser qualquer outra palavra que tenha o mesmo efeito fonético. Cada país tem sua própria versão. O México e a Argentina, por exemplo, dizem “whisky” para abrir um sorriso. Já a França optou pelo roedor do queijo: souris, que significa rato. 

Se as pessoas não quisessem sorrir para as fotos, nada disso faria sentido. Na Inglaterra do século 19, os fotógrafos preferiam a ameixa ao queijo. A expressão say prunes (diga ‘ameixa seca’, em inglês) era usada para fazer com que as pessoas fotografadas ficassem com a boca pequena, com um rosto mais sério. 

Naquele contexto, tirar uma foto era um evento único que devia ser encarado com seriedade – sem contar que a higiene bucal da época era bem precária, e definitivamente não deveria ser eternizada em uma fotografia.

Pergunta de @williamlobato_, via Instagram.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.