Clique e Assine a partir de R$ 12,90/mês
Oráculo Por aquele cara de Delfos Ser supremo detentor de toda a sabedoria. Envie sua pergunta pelo inbox do Instagram ou para o e-mail maria.costa@abril.com.br.

Por que “pinel” virou sinônimo de “louco”?

Por causa do nome de um hospital psiquiátrico – que por sua vez é uma homenagem a um dos pioneiros da psiquiatria, o francês Philippe Pinel.

Por Bruno Vaiano 15 Maio 2019, 16h56

Por causa do Instituto Philippe Pinel, um hospital psiquiátrico fundado no bairro do Botafogo, no Rio de Janeiro, em 1937. O nome atual, tão famoso, só veio em 1965: no começo, o local se chamava “Instituto de Neurossífilis”, e era uma das várias unidades do Hospício Pedro 2º, fundado ainda no Brasil Império.

O tal Pinel é um médico francês do século 17 que foi pioneiro da psiquiatria – é comum homenageá-lo em hospitais.

O bairro de Pirituba, em São Paulo, tem seu próprio Pinel desde 1929 – ainda mais antigo que o do Rio. O Pinel paulistano era originalmente uma fazenda de terreno amplo e localização isolada, voltada a pessoas de classe alta que tinham familiares com deficiência. Hoje, é um hospital psiquiátrico público em meio a um bairro movimentado – ao longo do século 20, a cidade cresceu até alcançá-lo.

Se o Pinel se chamasse “Silva”, é claro, a palavra não teria pego tão fácil: o sobrenome curto, exótico e sonoro ajudou.

Continua após a publicidade

Publicidade