Clique e Assine SUPER por R$ 9,90/mês
Imagem Blog

Oráculo

Por aquele cara de Delfos Materia seguir SEGUIR Seguindo Materia SEGUINDO
Ser supremo detentor de toda a sabedoria. Envie sua pergunta pelo inbox do Instagram ou para o e-mail maria.costa@abril.com.br.
Continua após publicidade

Qual foi o primeiro jornal da história?

Não era de papel. Nem estava nas bancas... porque não havia banca.

Por Alexandre Carvalho
Atualizado em 18 nov 2022, 11h44 - Publicado em 18 nov 2022, 10h58

O precursor do que viria a ser um jornal foi o romano Acta Diurna (“Atos Diários” em latim), lançado em 59 a.C. Mas não parecia com a publicação que você encontra na banca: era esculpido em pedra ou metal, dependendo da época, e ficava exposto em locais públicos, como o Fórum de Roma. Todo dia tinha uma edição nova, que apresentava desde avisos oficiais do império, como decretos do imperador, decisões do Senado e de magistrados, até eventos da sociedade: nascimentos, casamentos e óbitos de cidadãos notáveis. Criado por ordem de Júlio César (100 a.C.-44 a.C.), ele era guardado para fins de pesquisa e também tinha cópias enviadas para partes distantes do Império Romano, de modo que governadores ficassem a par de novas leis. O Acta Diurna introduziu a expressão latina publicare et propagare, que significa “tornar público e propagar”.

Mas jornal como o conhecemos hoje só foi possível com a criação da imprensa, por Gutenberg, no século 15. Aí ficou muito mais fácil fazer cópias desses compilados de notícias, agora em papel. E o primeiro que aproveitou a tecnologia foi lançado em 1605, em Estrasburgo – que na época fazia parte do Sacro Império Romano-Germânico, e hoje está no leste da França. Foi o Relation aller Fürnemmen und gedenckwürdigen Historien (“Relato de Todas as Notícias Ilustres e Comemorativas”), um empreendimento do alemão Johann Carolus, que tinha uma comodidade: era proprietário de uma gráfica. Seu produto é reconhecido pela Associação Mundial de Jornais como o primeiro jornal impresso da história. Só que… também não parecia um jornal dos nossos tempos. Seu formato era de um pequeno livro, em uma única coluna de texto – um livro de notícias. 

Mais semelhante com o que temos hoje foi o Courante uyt Italien, Duytslandt, &c. (“Eventos Atuais da Itália, Alemanha, etc.”), lançado na Holanda, em 1618. Esse tinha folhas verticais grandes com várias colunas e larguras definidas. Daria para olhar hoje e chamar de jornal. 

Continua após a publicidade

Fonte: Enciclopédia Britânica

Compartilhe essa matéria via:
Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 14,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.