Assine SUPER por R$2,00/semana
Imagem Blog

Turma do Fundão Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por Blog
Grupo de leitores-colaboradores da ME que ajuda a revista sugerindo pautas e alimentando este blog cultural
Continua após publicidade

Dica TdF – 5 motivos para ver Narcos

Por turma-do-fundao
Atualizado em 4 jul 2018, 20h32 - Publicado em 3 set 2015, 16h10

Victor_Liporage

narcos01

A essa altura, você com certeza já deve ter ouvido falar de Narcos, a série original do Netflix que conta a história do traficante Pablo Escobar e do cartel que ele montou na Colômbia, que chegou a empregar 750 mil pessoas. Sucesso de público e crítica, a série acabou de ter sua segunda temporada confirmada.

Ainda não assistiu e está em dúvida se deve começar ou não? Nada tema: reunimos aqui 5 motivos para te convencer a entrar na onda.

1) O contexto é um pote de ouro

narcos05

Anos 80, Guerra Fria e ascensão do tráfico internacional de drogas mundial. Quer contexto histórico melhor que esse para desenvolver uma trama em diversos capítulos? Sim, os criadores Chris Brancato e Paul Eckstein têm um pote de ouro em suas mãos. Isso sem falar dos aspectos biográficos da história. A série retrata toda a ascensão de Escobar e os conflitos de políticas internas e externas entre Colômbia e EUA. Também explora todo o hype das drogas no período entre as décadas de 1970 e 1980.

2) Wagner Moura em seu auge

narcos03

Continua após a publicidade

Após estrear em Hollywood com Elysium, Wagner Moura entra no mercado das séries com Narcos. O Netflix, que tem crescido bastante no mercado latino, viu na série uma grande oportunidade de angariar público e reuniu Moura, que é uma das maiores estrelas do cinema sul-americano, com seu parceiro José Padilha (produtor executivo e diretor da série), outro nome forte da produção brasileira e que já tem um pé no mercado norte-americano (dirigiu Robocop).

Na pele de Escobar, o baiano Moura se transforma e confirma seu talento para interpretar anti-heróis. O personagem é carismático, ambicioso e sutil, sem nunca perder o ar de perigo. Moura, que se mudou para a Colômbia para aprender espanhol e estudar o personagem, convence. Um momento marcante é aquele em que Pablo aparece segurando a espada do general Simón Bolívar.

3) Tropa de Elite ganha proporções globais

narcos07

Continua após a publicidade

É impossível deixar de lado as comparações entre Narcos e a franquia brasileira Tropa de Elite, que teve dois filmes dirigidos por Padilha e estrelados por Moura em 2007 e 2010. O cenário não mudou muito: tráfico de drogas, corrupção na polícia e na política, violência e um antagonista marcante.

E as comparações só vêm pra somar. Agora na Colômbia, a dupla Padilha e Moura deixa a série marcada com um “jeitinho brasileiro” e alavanca mais ainda as duras críticas ao sistema corrupto e ao frenesi no consumo e comércio de drogas na América Latina. Do Rio de Janeiro para o mundo, o assunto é muito bem abordado pela dupla tupiniquim e por todo o grande elenco.

4) É comercial e funciona

narcos06

Continua após a publicidade

O Netflix investiu em uma série que é claramente comercial. O marketing pesado e o tema são prova disso. No entanto, com a “Era de Ouro” nas séries, temos visto muitas produções comerciais de qualidade e Narcos é uma delas. Não deve nada a Demolidor, por exemplo.

Apesar de os narradores de fundo (notou outra semelhança com Tropa de Elite?) serem de necessidade questionável, o agente de DEA que relata a sucessão dos fatos desde o primeiro episódio é de grande ajuda para situar o espectador quanto ao contexto histórico dos acontecimentos.

Além disso, o teor sexual, que poderia ser apelativo, acaba se encaixando bem, com a presença de prostitutas informantes, por exemplo. A história também conta com um ritmo acelerado que deixa tudo mais dinâmico e serve muito bem aos momentos de ação.

5) É sucesso de crítica e público

narcos04

A primeira temporada está disponível integralmente no Netflix e a segunda acabou de ser confirmada. Em sua primeira semana de lançamento, a série recebeu uma avalanche de críticas positivas, dentro e fora dos EUA, de veículos como New York Post, Variety, Wall Street Journal, The A.V. Club, Folha de S. Paulo e O Estado de S. Paulo. O público também aprovou: no Metacritic, o seriado tem a ótima avaliação de 9.1 pelos usuários.

Narcos veio para ficar e deve estabelecer-se como um dos carros-chefe para o mercado latino da empresa de streaming. Uma das grandes estreias do ano.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

A ciência está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por SUPER.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Super impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 12,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.