Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês
Turma do Fundão Por Blog Grupo de leitores-colaboradores da ME que ajuda a revista sugerindo pautas e alimentando este blog cultural

Resenha: O Bom Dinossauro

Por turma-do-fundao Atualizado em 4 jul 2018, 20h35 - Publicado em 7 jan 2016, 16h20

Bianca_Rego

obomdinossauro1

Quando vemos que a Pixar está para lançar uma nova animação, já nos animamos e sabemos que vem coisa boa. Afinal, o estúdio conquistou esse lugar por direito na indústria cinematográfica. O Bom Dinossauro se baseia na preposição do que aconteceria se o asteroide que atingiu a Terra e exterminou os dinossauros nunca tivesse caído.

O filme acompanha a vida de Arlo, um pequeno dinossauro medroso e desajeitado que quer ser tão corajoso quanto seu pai e tão útil quanto seus irmãos mais velhos. Arlo é designado pelo pai para capturar uma criatura que vem comendo o estoque de comida da família para o inverno. Quando a criatura (uma criança humana, Spot) é capturada e Arlo tem a chance de matá-la e conquistar a honra dentro de sua família, ele não o faz.

Posteriormente, Arlo persegue a criatura e acaba se perdendo de casa. Se você é um adulto assistindo ao filme, já sabe onde toda essa história vai dar. De certa forma, o roteiro da animação é bem previsível.

Continua após a publicidade

Por se tratar de um estúdio tão inovador e original quanto a Pixar, o novo longa-metragem pode ser decepcionante. Ele é bem mais lento do que o usual, contém bem menos piadas (embora as que existam sejam boas) e é muito trabalhado no não-dito, quando os gestos são mais importantes que as palavras. É uma animação extremamente emocional, mas não como, por exemplo, Wall-e, que é sutil e equilibrado. Em vez disso, há certo exagero desnecessário (imposto principalmente pela trilha sonora).

Os personagens são carismáticos e fofos como em todas as outras diversas animações da Pixar. Arlo é ingênuo e inexperiente e Spot se comporta como um cachorro leal. Entretanto, dessa vez eles são facilmente esquecíveis. Falta uma trama mais bem amarrada para que ganhemos empatia pela dupla principal. Diferentemente de Woody (de Toy Story) ou Nemo (de Procurando Nemo), é difícil imaginar os personagens de O Bom Dinossauro sendo tão marcantes ou duradouros.

O Bom Dinossauro consegue ser um bom filme, mas não é excelente. Manter o alto padrão é tarefa realmente difícil e, em meio a tantos boatos de esse ser o “primeiro fracasso” da Pixar (cof cof, Carros 2, cof cof), é inegável o apelo que o filme tem para quem realmente importa – as crianças. Afinal, é uma animação divertida e visualmente bem trabalhada.

nota3

Continua após a publicidade

Publicidade
Mundo Estranho
Resenha: O Bom Dinossauro
Quando vemos que a Pixar está para lançar uma nova animação, já nos animamos e sabemos que vem coisa boa. Afinal, o estúdio conquistou esse lugar por direito na indústria cinematográfica. O Bom Dinossauro se baseia na preposição do que aconteceria se o asteroide que atingiu a Terra e exterminou os dinossauros nunca tivesse caído. […]

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Transforme sua curiosidade em conhecimento. Assine a Super e continue lendo

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos no site e ter acesso a edição digital no app.

App SUPER para celular e tablet, atualizado mensalmente.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)

Impressa + Digital

Plano completo da Super. Acesso aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias e revista no app.

Acesso ilimitado ao Site da SUPER, com conteúdos exclusivos e atualizados diariamente.

Receba mensalmente a SUPER impressa mais acesso imediato às edições digitais no App SUPER, para celular e tablet.

a partir de R$ 12,90/mês

Publicidade