GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

13. “Estou sem dinheiro!”

A verdade: Culpar a carteira é mais fácil do que mostrar quem é que manda

André Bernardo

A família passeia pelo shopping e o filho pede mais um brinquedo. Antes de a criança ensaiar a manha, o pai já diz que não tem dinheiro. Problema resolvido. Mas, na hora de pagar o estacionamento, abre a carteira cheia. Errou feio, pai. “Se o papel da criança é fazer manha, o dos pais é dar limite”, diz a especialista em educação financeira infantil Cássia D’Aquino. Ao contar essa mentira, o pai não só trai a confiança do filho como também passa a mensagem de que quem dá o limite é o dinheiro, e não os pais. Mas como ensinar esses limites? Segundo o educador financeiro Álvaro Modernell, o melhor método é a mesada, a partir dos 11 anos, ou a “semanada”, para crianças menores. “Crianças que recebem educação financeira tendem a aceitar melhor o `não dos pais”, diz Modernell. “Se não aprenderem a lição em casa, vão apanhar da vida.”

77% dos pais admitem que mentem sobre dinheiro para seus filhos.

15% contam esse tipo de mentira pelo menos uma vez por semana.