GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

5. Músculos rápidos

O garoto chinês Lu Dei, de 6 anos, é capaz de fazer 30 flexões em apenas 10 segundos

Tiago Cordeiro

Superpoder: Movimentos muito rápidos
Utilidade: Fazer flexões em tempo recorde
Frequência: Rara

Um atleta no auge da forma demora de 30 a 40 segundos para fazer 30 flexões. Uma criança comum que faça atividades físicas regularmente demora bem mais para alcançar essa quantidade: cerca de 1 minuto. Pois um garoto chinês de 6 anos só precisa de espantosos 10 segundos para levantar o próprio corpo – bem mais musculoso que o de qualquer criança da mesma idade – 30 vezes seguidas.

Se o desafio é mais longo, ele também mantém um ritmo muito acelerado: leva 3 horas e 20 minutos para fazer 10 mil flexões sem parar. Quando bateu o recorde mundial oficial de 10.507 seguidas, em outubro de 1980, o japonês Minoru Yoshida demorou 4 horas.

O garoto se chama Lu Dei e vive em Guilin, uma cidade da região de Guangxi, no sul da China. Seu dom chamou a atenção na escola, durante as aulas de kung fu. Com 4 anos, ele já fazia exercícios com uma velocidade acima do normal. O curioso é que as flexões eram absurdamente rápidas, assim como outros exercícios que exigiam da musculatura do tronco e do abdômen, mas ele não era muito mais rápido do que os coleguinhas na hora de correr. Nem tinha força fora do normal para dar socos e chutes.

Informados do dom de seu filho único, os pais do garoto resolveram criar uma rotina de treinos para ele. Com 5 anos, Lu já praticava flexões 3 horas por dia. Aos 6, alcançou as 10 mil flexões seguidas. Dois anos depois, alcançou a marca de 30 exercícios em 10 segundos. Atualmente, ele continua praticando, agora 4 horas por dia, em busca de novas marcas.

Opções é que não faltam: o Livro dos Recordes identifica a maior sequência e o maior número de flexões em 3 minutos, 5 minutos, 30 minutos, 1 hora, 24 horas e um ano (essa última marca pertence ao britânico Paddy Doyle, que entre outubro de 1988 e outubro de 1989 acumulou 1.500.230).

Também é possível disputar pela maior velocidade nessas mesmas categorias, mas usando apenas um braço, os punhos, a mão invertida ou apenas um dedo – aqui o recorde pertence a outro chinês, o lutador de kung fu Fu Bingli, que em 2009 fez 12 exercícios em sequência usando um dedo da mão direita. Ele também consegue plantar bananeira apoiando-se em um único dedo.

Outra alternativa é fazer exercícios de diferentes modalidades em série – há dois anos, o brasileiro Flaudecir Garcia registrou 140 flexões nesse estilo, uma marca no Brasil.

Músculos especiais

Lu Dei tem dois concorrentes: o indiano Ronak Vitha, de 5 anos, já fez 1.482 flexões em 40 minutos. Ele treina desde os 2 anos, quando precisava de cerca de uma hora para fazer 20 flexões. Ronak começou a praticar por conta própria depois de assistir a um filme de ação.

O outro garoto prodígio é o ginasta romeno Giuliano Stroe, de 7 anos, que em 2010 realizou ao vivo, na TV de seu país, a marca de 20 flexões só com os braços, as pernas ficaram erguidas no ar. Com isso, colocou seu nome no Guinness. Ele também é famoso por fazer flexões sobre garrafas de vidro, uma superfície instável.

Ronak Vitha se tornou uma celebridade na Índia. Giuliano Stroe pretende se tornar ginasta de nível olímpico. Lu é famoso na China e faz exibições públicas com frequência. Mas como é possível que três meninos tão jovens sejam capazes de tamanhas façanhas? “Para fazer flexões tão rápidas, é preciso ter uma musculatura fora do comum, que só pode ser explicada por algum tipo de mutação genética”, responde o médico John Ratey, professor da Harvard Medical School. “O fato de eles serem rápidos em atividades que exigem força, mas não em exercícios aeróbicos [corrida, bicicleta ou natação, por exemplo], indica que esses meninos tiveram um desenvolvimento diferente na musculatura do tórax, do abdômen e dos braços.”

Para o professor, especializado no impacto da atividade física sobre a saúde mental, os garotos também precisam de equilíbrio emocional e disciplina para realizar suas façanhas. “Parece sem sentido tanta gente concorrendo para fazer mais flexões, e mais rápido do que os outros, mas esse tipo de atividade repetitiva precisa de muita concentração. Enquanto fazem suas séries, essas pessoas entram em um estado parecido com um transe, que por sua vez ajuda na concentração. É uma espécie de círculo virtuoso, que faz bem para o corpo e para a mente.”

Os corpos dos meninos são curiosos – de adultos sarados em crianças muito pequenas. As barrigas e os braços musculosos são de dar inveja a muito rato de academia – ou a rainhas de bateria de escola de samba.

X-Men da China

Nos últimos anos, a China tem registrado um boom de supercrianças. Jin Linlin tem 4 anos, pesa 20 quilos, mas consegue carregar até 50 quilos, quando o normal para sua idade seria o máximo de 5. A família, que vive na província de Henan, percebeu que o garoto era diferente quando ele visitava os tios e levantou uma pilha de 12 tijolos com muita tranquilidade.

“Esses garotos prodigiosos existem há muito tempo, ainda mais em um país tão grande e com uma cultura de artes marciais tão arraigada, que ajuda a identificar os casos de força física fora do comum”, diz John Ratey. “Mas só agora, com a abertura da China para o mundo, estamos tomando conhecimento deles.”