GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

A Riqueza das Nações

Adam Smith

NOME ORIGINAL_An Inquiry into the Nature and Causes ot the Wealth of Nations (Inglaterra)
EDIÇÃO NO BRASIL_ Martins Fontes; 2003

DO QUE TRATA

Adam Smith realizou para a filosofia moral o que Isaac Newton conseguiu com a ciência natural (ele inclusive assume esse método). Da mesma forma como Newton (veja na pág. 47) utilizou seu pensamento engenhoso para organizar uma cadeia de fenômenos da natureza, assim Smith o fez com a economia, como se essa fosse um organismo com vida própria. Por isso era contra a intervenção do Estado nessa seara. Aí entra o famoso conceito da “mão invisível”, a tendência natural da sociedade econômica de se auto-regular, força que viria de um “ser divino”. Ao invés de pensar no caos como o resultado do afrouxamento da participação do Estado na economia, Smith acreditava que esse tipo de relação tornaria o homem um ser ético. Os capítulos tratam de questões como o acúmulo de riqueza, divisão do trabalho, sistemas de economia e outros.

QUEM ESCREVEU

Considerado um dos maiores expoentes da economia, Adam Smith (1723-1790) nasceu na Escócia, órfão de pai. Foi bastante mimado pela mãe, com quem morou inclusive depois dos 40 anos, ao voltar de viagens pela Europa. Estudou obsessivamente matemática e filosofia. Entrou na Universidade de Glasgow aos 14 anos. Adoeceu depois que a mãe morreu, falecendo 6 anos depois.

POR QUE MUDOU A HUMANIDADE

Não é apenas o livro fundador da ciência econômica, mas também o livro que embasou uma série de mudanças nas políticas econômicas. Estudiosos dizem que a maior conseqüência prática foi o fortalecimento do livre comércio na sociedade capitalista (o ápice foi na metade do século 19). O termo “mão invisível” se tornou um bordão usa do até hoje por estudiosos de todo o mundo quando se fala do liberalismo econômico.