Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

A SUPER, o NYT e a Economist

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h53 - Publicado em 23 fev 2014, 22h00

Denis Russo Burgierman

Em abril, a SUPER perguntou na capa “Por que tudo custa tão caro no Brasil?” Dentro da revista, havia uma reportagem deliciosa, cheia de informação, produzida por um time comandado pelo redator-chefe Alexandre Versignassi.

A matéria fez sucesso. Recebeu dos leitores a melhor avaliação já detectada em pesquisa na nossa história. Apesar de ser um texto longo, foi lido na íntegra por milhões de brasileiros que compartilharam mais de 325 mil exemplares em papel e 50 mil edições digitais.

Logo a reportagem foi notada pela imprensa internacional. Em julho, o New York Times entrevistou Versignassi e publicou “Prices Fuel Outrage in Brazil, Home of the $30 Cheese Pizza”, que recontou em inglês várias das histórias citadas originalmente na SUPER, só que sem crédito.

Agora em setembro foi a vez da revista inglesa The Economist entrevistar o Versi e repetir nossas histórias. E assim os dados e as ideias que pusemos para circular em abril deram a volta ao mundo de carona naqueles que muita gente considera o melhor jornal e a melhor revista do planeta.

Por isso escolhemos “Por que tudo custa tão caro no Brasil?” (e sua versão inglesa, “Why is everything so expensive in Brazil?”) para estrear nossa nova coleção: Grandes Reportagens da SUPER, em edição digital, para tablet. Trata-se de um produto novo no País, um e-single: uma só reportagem transformada em e-book, com 12 páginas. Ao contrário de tudo no Brasil, custa baratinho – R$ 2,25, menos do que a passagem do ônibus.
É uma chance de conhecer no original a matéria que inspirou o New York Times e a Economist, que admiramos muito. Assim como eles, nos limites de nossos recursos, fazemos o que podemos para olhar o mundo com curiosidade e transmitir para o nosso público uma leitura sincera desses tempos fascinantes e estranhos em que vivemos. A SUPER, ao contrário dos outros dois, sempre dá crédito quando cita alguém. 😉

Continua após a publicidade
Publicidade