Clique e assine a partir de 8,90/mês

Água dura em pedra dura

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 18h48 - Publicado em 31 out 1987, 22h00

Usado em toda parte como arma eficiente para acabar com distúrbios de rua, o jato d·água poderá ter uma nova e insuspeitada aplicação, como ferramenta de corte. Se os testes em curso em vários países derem certo, a água talvez venha a aposentar as irritantes britadeiras no trabalho de remoção do concreto. A técnica consiste em fazer passar um jato d·água por um bocal de 0,2 milímetros a 680 metros por segundo, ou seja, a uma velocidade duas vezes maior que a do som.

As experiências mostram que, a essa velocidade, a água consegue cortar materiais relativamente finos e tão diversos como papelão, asbestos e barras de chocolate. Se se adicionar uma mistura abrasiva, será possível cortar metais, vidros e até concreto. E, se um dia chegar à cozinha, será uma alegria: permitirá cortar cebolas sem lágrimas.

Publicidade