GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Aposentado aos 190 anos

Parar de trabalhar aos 65 anos? Pode esquecer. Com a vida cada vez mais espichada pela ciência, a folga vai chegar mais tarde. E você vai curtir!

Texto Enrique Tordesilhas

Se você é daqueles que está só esperando a aposentadoria pra largar a rotina e fazer tudo o que sempre quis, pode começar a repensar a sua vida. A má notícia é que você provavelmente não vai se aposentar. Pelo menos, não tão cedo quanto planeja. Isso porque o ser humano está vivendo cada vez mais. E isso força uma mudança nas regras da aposentadoria – ou o sistema de previdência inteiro pode entrar em colapso.

O motivo dessa mudança é simples: estamos vivendo cada vez mais. E isso torna os custos de sustentar os aposentados ainda mais exorbitantes. Segundo a previsão da ONU, haverá 2 bilhões de humanos com mais de 60 anos em 2050. Os sexagenários serão 22% da população mundial – o dobro dos dias de hoje. Nos países desenvolvidos, o número é ainda maior: 33%. Hoje, para cada 4 pessoas entre 20 e 64 anos que trabalham (e pagam a previdência), há uma acima de 65. Daqui a 40 anos, a proporção vai ser de duas pra uma. Daí há duas saídas: ou a bolha estoura, ou a humanidade vai ter que passar a trabalhar mais e se aposentar com benefícios mais enxutos.

Parece ruim. Mas não é tanto. As pessoas não vão só viver mais. Também vão viver melhor. E o trabalho vai ser mais flexível (veja a seção Economia, na página 14). A tendência é que, à medida que a idade média da população aumenta, as barreiras para o trabalho dos mais velhos vão caindo. A geração que está se aposentando hoje em dia já manifesta sinais de aprovação desse rumo: muitos dizem que, em vez de parar de trabalhar de vez, prefeririam uma jornada mais curta, mesmo que isso represente uma redução de salário.

É daí que vem a boa notícia: num cenário desses, em que a vida profissional fica mais flexível, ninguém precisa esperar a aposentadoria para realizar os seus sonhos. Dá pra estudar francês à tarde, fazer ioga 3 vezes por semana ou tirar um período sabático para viajar pela Índia, e tudo isso ainda durante a vida profissional.