GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Fora da garrafa enzimas se mantêm na ativa

Qual a diferença entre cerveja e chope?

O chope é feito à moda antiga. A cerveja de garrafa é aquecida a 60 graus Celsius por alguns minutos e, logo em seguida, submetidas a um resfriamento súbito. Esse processo, conhecido como pasteurização, desativa as enzimas responsáveis pela fermentação do cereal. Assim, aumenta a validade do produto, que pode ser consumido até seis meses após sair da fábrica. Na produção do chope não há pasteurização e as enzimas continuam agindo. “O resultado é que, depois de dez dias, o sabor se altera, fica ruim”, explica o químico Temístocles Fritoli, diretor de produção da Antarctica, empresa do maior grupo fabricante de cervejas do Brasil. Mas não é só a validade que muda com a pasteurização. “A ação das enzimas faz com que o chope seja assimilado com mais facilidade pelo organismo, pois elas ajudam a digerir o açúcar da bebida”, diz Fritoli.