GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Jogo – PSI

P.S.I. – Percepção, sensibilidade, intuição – jogo para três a sete participantes, produzindo pela Grow Jogos e Brinquedos S.A.

Se Hitler fosse um legume, qual seria ele? Essa é uma das questões que poderiam surgir nesse jogo curioso, onde os participantes tentam adivinhar a identidade de um personagem secreto por meio de sucessivas comparações. O principio baseia-se num jogo verbal que já eliminou o tecido de muitas sala de estar. Um dos jogadores pensa numa personalidade qualquer e diz aos demais qual é a ocupação dela (escritor , político, musico, etc.). Então, os outros se revezam propondo comparações. Por exemplo: se o personagem oculto fosse um bicho, qual seria? Se fosse uma flor, qual seria ela? E assim por diante.
Aquele que escolhe o personagem deve se esfroça em dar resposta que estabeleceçam o Maximo de analogia com ele, sem dicas de nenhum espécie. Para isso precisara de boa dose de sensibilidade para captar seus aspectos mais característico . tanto físico como psicológicos. Depois de ouvir a resposta, quem perguntou tem a chane de arriscar um palpite. As vezes, o jogo não flui bem, ou porque os participantes escolhem pessoas poucos conhecidas, ou porque propõem comparações pouco variadas. Esses período não existem na versão da Grow, que vem com centenas de cartas de personalidades e de perguntas previamente selecionadas.
Entre as primeiras , há algumas que permitem ao jogador escolher para personagem oculto um conhecido comum dos participantes, como um amigo ausente , um parente , um vizinho ou qualquer outro. Porém, P.S.I.se torna realmente divertido quando alguém sorteia um outro tipo de carta , muito mais envenenada, que o obriga a escolher um dos próprios jogadores. É então que algum dos presentes pode descobrir , constrangido, que tem a cara de um sabujo, um aspecto de queijo gorgonzola e um temperamento de britadeira elétrica. É a hora da verdade. Mas vá com calma, porque há jogadores mais sensíveis, e uma eventual vitória não compensa a perda de um amigo.