Clique e Assine por apenas 8,90/mês

Líquido gelado faz comprimido efervescente borbulhar devagar

Quando estão em temperatura ambiente, as moléculas do comprimido trombam umas com as outras várias vezes.

Por Da Redação - Atualizado em 31 out 2016, 18h53 - Publicado em 31 jan 1997, 22h00

Por que os comprimidos efervescentes se dissolvem mais rápido em água natural do que em água gelada?

Porque o calor ajuda na reação. O comprimido é formado basicamente por carbonato, bicarbonato de sódio e um ácido. Quando colocadas na água, essas substâncias reagem. Como em qualquer outra combinação química, o calor acelera o processo. “Para que uma reação aconteça, é preciso que as moléculas das substâncias envolvidas se choquem umas com as outras”, explica o químico Atílio Vanin, da Universidade de São Paulo.

Se a água estiver muito fria, o movimento das moléculas será bem menor e a chance delas trombarem também é pequena. À medida que a água esquenta, aumentam as chances da colisão e conseqüentemente a reação passa a ocorrer com maior rapidez.

Bolha pra todo lado

A reação química é acelerada pelo calor da água do copo.

Em contato com a água, as moléculas começam a se chocar, liberando o gás carbônico, que forma as bolhas.

Continua após a publicidade

O comprimido é composto por bicarbonato, carbonato de sódio e um ácido.

Publicidade