Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

O barco antipaparazzi

Milionário russo constrói o maior iate do mundo, e com uma tecnologia exclusiva: um sistema que torna impossível tirar fotos dele e dos outros passageiros

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h47 - Publicado em 15 abr 2011, 22h00

Lorena Verli

e você fosse um empresário polêmico e estivesse atravessando um momento difícil, tendo perdido metade da sua fortuna devido à crise global, o que faria com os US$ 8,5 bilhões que sobraram? Construiria um megaiate para afogar as mágoas? Foi o que fez o russo Roman Abramovich, dono do clube inglês Chelsea e 51o homem mais rico do mundo. Ele mandou fazer o Eclipse: o maior iate já construído, com 170 metros de comprimento e uma série de tecnologias dignas de James Bond. A que mais chama a atenção é seu sistema anticâmeras, que impede o trabalho de paparazzi que se aproximarem do iate. O sistema usa uma combinação de laser e lâmpadas comuns para encontrar e ofuscar as câmeras (veja no infográfico abaixo). Mas pesquisadores do Instituto de Tecnologia da Geórgia, que em 2007 desenvolveram uma tecnologia parecida, não têm boas notícias para Abramovich.

“Alguns objetos, brincos por exemplo, podem fazer o sistema disparar sem necessidade”, explica o engenheiro Jay Summet. Ele também diz que certos modelos de câmera podem furar o bloqueio. Será? No dia 22 de dezembro, Abramovich planeja fazer uma megafesta de inauguração do iate – que certamente vai atrair um enxame de paparazzi. Quem vai levar a melhor?

Para não dar as caras
Escudo impede o uso de câmeras digitais

1. A varredura
A torre do iate tem um canhão de laser, que emite um raio invisível a olho nu. Esse raio, que tem alcance de 200 metros, gira e se move para escanear todo o espaço em volta do iate.

2. O alvo
Toda câmera digital tem um sensor eletrônico chamado CCD. Quando o laser bate nele, é refletido num ângulo mais ou menos reto até o barco. O sistema interpreta esse sinal e avisa: câmera detectada.

3. O flash
Uma lâmpada instalada no barco começa a disparar pulsos de luz de alta potência, que sobrecarregam o sensor da câmera digital – a imagem é ofuscada, e as fotos saem borradas ou em branco.

 

O que mais ele tem

1. Cabines
São 24, com todo tipo de luxo – cada hóspede tem seu próprio telão de 72 polegadas. A cabine master, de Abramovich, tem teto solar.

2. Veículo de fuga
Debaixo do iate fica acoplado um minissubmarino para emergências. Ele leva duas pessoas e submerge até 50 metros.

3. Helipontos

São dois: um na frente e outro na traseira do barco.

4. Garagem

Serve para que os visitantes possam estacionar suas lanchas e barcos.

Quem construiu

Estaleiro Blohm + Voss (Alemanha)

Tripulação – 70 pessoas

Preço – US$ 1,2 bilhão

 

Continua após a publicidade
Publicidade