GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

O bug do GPS

Sistema de posicionamento global pode começar a falhar a partir do ano que vem

Gustavo Faleiros

O inglês Robert Jones sempre confiou no GPS. Numa viagem para Todmorden, 350 quilômetros ao norte de Londres, o aparelho mandou pegar o que parecia ser uma estradinha de terra – mas terminava num barranco. O carro ficou 4 horas pendurado até ser resgatado pelos bombeiros. Uma situação bizarra, mas que pode se tornar mais comum. Segundo um estudo do governo dos EUA, os satélites que emitem os sinais do GPS já estão muito velhos, perto do fim de sua vida útil, e vão começar a falhar se não forem substituídos. Se isso acontecer, o sistema pode entrar em colapso. Isso porque cada satélite cobre apenas uma parte da Terra – e, se não houver pelo menos 24 deles em funcionamento, algumas áreas do planeta (ninguém sabe quais) vão ficar sem sinal. Outra possibilidade é que o sistema continue a funcionar, mas com margens de erro altíssimas [veja ao lado].

Como teria consequências profundas e globais, uma eventual pane no GPS está sendo comparada ao bug do milênio – problema técnico que ameaçou paralisar milhões de computadores na virada do ano 2000. O estudo aponta que, no ano que vem, o nível de confiabilidade do sistema cairá pela primeira vez abaixo de 95% (patamar considerado ideal pelos militares), piorando rapidamente nos anos seguintes. Os americanos já têm US$ 5,8 bilhões de verba para novos satélites, mas seu lançamento está 3 anos atrasado. “Poderá haver redução da precisão de armas teleguiadas, e os voos comerciais poderão sofrer atrasos, desvios ou cancelamentos”, diz o relatório. Uma crise na aviação global e mísseis desgovernados matando civis. Ou então, quem sabe, só uma mudança geopolítica. A Rússia já oferece uma alternativa ao GPS, o sistema Glonass, e a Europa está montando sua própria rede de satélites, a Galileo, que deve ficar pronta em 2013.

Vire em 50 metros. Ou não
Entenda o que pode acontecer com o GPS

1. Os satélites
O Global Positioning System (GPS) é uma rede de 31 satélites a 19 300 km de altura. Para cobrir toda a Terra, 24 deles precisam estar em funcionamento. E o receptor precisa captar o sinal de pelo menos 3 deles.

2. A transmissão
A cada bilionésimo de segundo, cada satélite transmite um sinal que contém sua localização e o horário atual. O receptor GPS capta esses sinais, mede quanto tempo levaram para chegar até ele e a partir daí calcula sua distância de cada um dos satélites.

3. A localizacão
O receptor GPS faz a chamada triangulação: sabendo qual é sua distância de cada um dos 3 satélites, ele pode determinar exatamente onde está.

4. O erro
Se o receptor capta o sinal de menos de 3 satélites, o GPS não tem coordenadas suficientes para fazer a triangulação – e para de funcionar ou exibe informações conflitantes.

Sinal emitido às: 12 h 30 min e 10,000000000 segundos

Sinal recebido às: 12 h 30 min e 10,084263212 segundos

Tempo que o sinal demorou para chegar: 0,084263212 segundo x Velocidade do sinal / 300 000 km/s = Distância entre o satélite o receptor: 25 278,963 km