GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

O que acontece no corpo na hora do susto?

Todos os efeitos são herança genética de nossos ancestrais: mecanismos de reação a qualquer ameaça - real ou não

O susto é um mecanismo que alerta a pessoa para se salvar de uma possível ameaça. Toda reação tem esse objetivo. Por exemplo: trememos porque isso é um aviso para deixar o local do perigo. Veja outros efeitos causados pelo susto.

HORA DO TERROR

O susto é captado por uma área do cérebro associada à regulação de emoções. Ela aciona as glândulas suprarrenais, que liberam adrenalina e noradrenalina, provocando reações físicas.

O quê? – Dilatação da pupila
Por quê? – Aumenta a captação de luz, o que pode ser vital.

O quê? – Aumento do peristaltismo (movimento que empurra a comida no corpo)
Por quê? – Para que um alimento sendo digerido não provoque um engasgo e vá para o pulmão, o que poderia levar à morte.

O quê? – Ereção de pelos e transpiração
Por quê? – O suor deixa o corpo mais difícil de ser agarrado. E pelos arrepiados assustavam os predadores.

O quê? – Dilatação dos brônquios
Por quê? – Capta mais oxigênio, essencial para situações de luta ou fuga.

O quê? – Diminuição dos movimentos do intestino grosso
Por quê? – Aumenta a captação de nutrientes que seriam excretados. Ter mais nutrientes significa mais energia.

O quê? – Aumento de pressão do sangue
Por quê? – Junto com constrição de vasos e coração acelerado, transporta rapidamente energia, aumenta a circulação e evita hemorragias.

Fontes: Márcia Lorena Chaves, do Departamento de Neurologia Cognitiva e do Envelhecimento da Academia Brasileira de Neurologia; Thiago Rivero, neuropsicólogo e pesquisador colaborador do Departamento de Psicobiologia da Unifesp; Célia Aparecida Roesler, membro da Academia Brasileira de Neurologia