Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Osso quebrado sangra. E muito

Por Da Redação Atualizado em 31 out 2016, 18h45 - Publicado em 31 jan 1999, 22h00

Como ossos fraturados se regeneram?

Se você pudesse ver uma fratura quando ela acontece, ficaria impressionado. Sai um monte de sangue, porque no osso também há artérias e vasos. Em fraturas expostas, quando a pele se rasga, o líquido sai. Nas rupturas internas, a hemorragia fica dentro do corpo. Em casos de fêmur quebrado pode vazar até 2,5 litros. Se o osso não está exposto, uma vez estancada a hemorragia, o corpo cuida da recuperação sozinho. “O médico só imobiliza o local com gesso para evitar que os movimentos atrapalhem a emenda natural”, conta o ortopedista Hilário Boatto, da Universidade Federal de São Paulo. Às vezes, porém, mesmo engessados, os músculos deslocam as partes coladas, entortando a soldagem. Quando isso acontece, o jeito é apelar para a cirurgia, colocando pinos ou placas de metal que orientam a recuperação.

Cola natural

O organismo fabrica as substâncias que grudam as duas partes do osso.

Numa fratura, os vasos dentro do osso se rompem. O sangue que vaza é reabsorvido pela pele.

Imediatamente o organismo começa a consertar o defeito. Pela corrente sanguínea chegam células trazendo o cálcio que cola os dois pedaços. Os vasos se recuperam e surgem outros, novos.

Um calo aparece no lugar, mas a massagem feita pelos músculos pode, com o tempo, diminuir o seu tamanho.

Continua após a publicidade
Publicidade