GABRILA65162183544miv_Superinteressante Created with Sketch.

Pra baixo o santo ajuda, pra cima a coisa muda

Quando descemos num elevador, nosso peso diminui?

Não. O peso depende de duas coisas: massa e gravidade. Nenhuma das duas varia quando você entra em um elevador. “Mas se você estiver subindo ou descendo em cima de uma balança ela vai acusar pesos diferentes”, explica o professor Cláudio Furukawa, físico da Universidade de São Paulo. Isso acontece porque a força de aceleração dentro do elevador pode compensar ou somar-se à força de aceleração da gravidade (veja ao lado). Quando a máquina acelera na descida, por inércia, o corpo do passageiro tende a continuar no alto, compensando a atração para baixo da gravidade. Daí, a balança acusa um peso menor que o real. Quando o elevador está quase chegando, na freada, o corpo do passageiro tende a continuar descendo: essa aceleração soma-se à da gravidade e a balança marca um peso maior. Na subida acontece o contrário: a balança marca um peso maior durante a aceleração da máquina e menor na freada. Quando o elevador está parado ou movendo-se numa velocidade constante, a balança marca o peso correto.

Regime aparente

A balança varia, mas o peso é o mesmo.

Enquanto o elevador ganha velocidade, o peso marcado na balança diminui.

Com velocidade constante, ele é igual ao peso real.

Com o elevador parando, a balança indica aumento.